Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Simulado Integrado de Resposta a Desastres da Defesa Civil

Simulado Integrado de Resposta a Desastres da Defesa Civil

O Governo do Estado realizou o Simulado Integrado de Resposta a Desastres. O treinamento, feito por meio da Secretaria de Estado da Defesa Civil, junto do Exército Brasileiro, durou quatro dias. Também participaram do exercício a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, as defesas civis municipais e o Samu. O principal objetivo é a capacitação dos profissionais e a integração das mais diferentes esferas do governo.

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

O governador Raimundo Colombo, acompanhado de equipe técnica do Departamento de Infraestrutura do Estado (Deinfra), participou de audiência com o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, nesta quinta-feira, 24, em Brasília, para tratar de ajustes no traçado da obra do novo acesso ao Sul da Ilha de Santa Catarina.

O pedido do governo estadual é para rever o traçado do contorno viário que faz parte de um dos lotes do complexo de obras. “O traçado original tem um custo muito mais alto com desapropriações, um valor de cerca de R$ 100 milhões teria que ser aplicado. Nossa proposta é mudar apenas um trecho específico, garantindo uma importante economia e sem alterações significativas em relação à proximidades da área de mangue”, explicou Colombo. No lugar de passar por áreas ocupadas por residências, o traçado proposto margearia o mangue, o que no entendimento do Deinfra funcionaria também como uma delimitação para evitar invasões na área de vegetação.


Foto de arquivo: Jaqueline Noceti / Secom

O programa Bem-te-vi de Videomonitoramento Urbano, projeto elaborado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), está presente em 115 cidades catarinenses com a instalação de 2.450 câmeras em funcionamento. O projeto, que começou em 2012, investiu mais de R$ 14 milhões na compra de equipamentos e colocação dos pontos. Para este ano outras 21 cidades vão receber o programa Bem-te-vi. O programa começou em 2010, em 12 cidades, com 369 câmeras.

As cidades contempladas com o projeto atualmente são:

1

Agrolandia

30

Criciúma

59

Joaçaba

88

Rio do Sul

2

Abelardo Luz

31

Curitibanos

60

Joinville

89

Rio dos Cedros

3

Água Doce

32

Erval Velho

61

Lages

90

Rio Negrinho

4

Antonio Carlos

33

Faxinal dos Guedes

62

Laguna

91

São Bento do Sul

5

Apiúna

34

Florianópolis

63

Laurentino

92

São Francisco do Sul

6

Ascurra

35

Forquilhinha

64

Lauro Muller

93

São João Batista

7

Baln. Piçarras

36

Fraiburgo

65

Lindóia do Sul

94

São Joaquim

8

Balneário Camboriú

37

Garopaba

66

Lontras

95

São José

9

Barra Velha

38

Garuva

67

Luis Alves

96

São José do Cedro

10

Biguaçu

39

Gaspar

68

Luzerna

97

São Lourenço do Oeste

11

Blumenau

40

Gov. Celso Ramos

69

Mafra

98

São Ludgero

12

Bombinhas

41

Grão Pará

70

Maravilha

99

São Miguel D´Oeste

13

Braço do Norte

42

Guabiruba

71

Massaranduba

100

São Pedro de Alcântara

14

Braço do Trombudo

43

Guaramirim

72

Navegantes

101

Schroeder

15

Brusque

44

Guarujá do Sul

73

Nova Trento

102

Seara

16

Caçador

45

Herval do Oeste

74

Orleans

103

Sombrio

17

Camboriú

46

Ibirama

75

Otacílio Costa

104

Sto Amaro da Imperatriz

18

Campo Alegre

47

Içara

76

Palhoça

105

Taió

19

Campo Êre

48

Imbituba

77

Palma Sola

106

Tangará

20

Campos Novos

49

Indaial

78

Palmitos

107

Tijucas

21

Canelinha

50

Iporã do Oeste

79

Paulo Lopes

108

Timbó

22

Canoinhas

51

Irineópolis

80

Penha

109

Treze Tílias

23

Capivari de Baixo

52

Itaiópolis

81

Pinhalzinho

110

Tubarão

24

Catanduvas

53

Itajaí

82

Pomerode

111

Tunápolis

25

Chapecó

54

Itapema

83

Porto Belo

112

Urussanga

26

Cocal do Sul

55

Itapiranga

84

Porto União

113

Vargeão

27

Concórdia

56

Itapoá

85

Presidente Getúlio

114

Videira

28

Correia Pinto

57

Ituporanga

86

Quilombo

115

Xanxerê

29

Corupá

58

Jaraguá do Sul

87

Rio do Oeste

   

Até o final do ano de 2017 serão implementadas 188 câmeras em 21  cidades, os municípios são:

1

Araquari

8

Iomerê

15

Pouso Redondo

2

Armazém

9

Itá

16

Rio Fortuna

3

Cunha Porã

10

Jaguaruna

17

Riqueza

4

Descanso

11

Mondaí

18

São Domingos

5

Dionísio Cerqueira

12

Morro da Fumaça

19

São João do Oeste

6

Gravatal

13

Nova Veneza

20

Siderópolis

7

Guaraciaba

14

Papanduva

21

Xaxim

Existe um projeto da Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações (DTIC) para utilização dessas câmeras para auxílio no trânsito, chamado SSPVídeos. Este projeto permite acompanhar uma série de câmeras em diferentes municípios através da plataforma do Twitter. São postadas imagens em tempo real dos locais com uma frequência de 5 minutos, mostrando o trânsito local. Para saber mais acesse o Twitter do Projeto e a Listagem de Câmeras no Twitter.

Informações adicionais para a imprensa
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Segurança Pública - SSP
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8183 / 98843-7615
Site: www.ssp.sc.gov.br

 

 


Foto de arquivo: James Tavares / Secom

O tabagismo passivo mata cerca de 600 mil não fumantes todos os anos no mundo, dos quais 165 mil são crianças menores de 5 anos, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), que considera a epidemia de tabagismo a maior ameaça à saúde pública atualmente. Neste ano, a OMS lançou a campanha “Tabaco: uma ameaça ao desenvolvimento”, que está sendo reforçada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Fumo, celebrado em 29 de agosto.

Segundo o diretor da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde (Dive), Eduardo Macário, a fumaça de cigarros, charutos e cachimbos contém as mesmas substâncias tóxicas e cancerígenas que o fumante inala e pode causar, em não fumantes, doenças graves como câncer e infarto. “Mesmo quando o ato de fumar se dá ao ar livre, uma pessoa próxima ao fumante pode inalar até 50 vezes mais materiais tóxicos do que inalaria em um ambiente externo não poluído”, explica Macário.

Uma pesquisa realizada em 2016, pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), apontou que, em Florianópolis, entre as pessoas com 18 anos ou mais, 7,9% estavam expostas à fumaça do tabaco no domicílio e 6,8% no local onde trabalham. O levantamento verificou, ainda, que o percentual médio de adultos fumantes era de 10,1%, sendo 11,8% entre os homens e 8,6% entre as mulheres. 

O impacto do tabagismo sobre a mortalidade e a qualidade de vida no Brasil é diretamente responsável pela perda, a cada ano, de 4.203.389 anos de vida, além disso é responsável por 12,6 % de todas as mortes que ocorrem no país em pessoas maiores de 35 anos. “Considerando esses dados, 156.216 mortes por ano poderiam ser evitadas”, alerta Gladis Helena da Silva, gerente de Vigilância de Agravos da Dive. As principais doenças provocadas pelo tabagismo são câncer, doença cardíaca e doença pulmonar obstrutiva crônica.

O tabagismo também gera custos médicos diretos de R$ 39,4 bilhões por ano, o equivalente a 8% de todo o gasto com saúde, e R$ 17,5 bilhões em custos indiretos decorrentes da perda de produtividade devida à morte prematura e incapacidade, de acordo com a Nota Técnica “Tabaco: uma ameaça ao desenvolvimento” do INCA/Ministério da Saúde. 

Tratamento gratuito

Em Santa Catarina, 256 municípios implantaram o Programa de Controle do Tabagismo e oferecem tratamento gratuito na rede pública de saúde para quem estiver interessado em parar de fumar. Em 2016, das 8.194 pessoas atendidas, 6.121 pararam de fumar ao final do primeiro mês de tratamento. A Vigilância Epidemiológica Estadual disponibiliza em seu site – www.dive.sc.gov.br/mapa-tabagismo – a relação completa das unidades de saúde que oferecem o tratamento em Santa Catarina.

Clique aqui e confira, na íntegra, a Nota Técnica “Tabaco: uma ameaça ao desenvolvimento” do INCA/Ministério da Saúde.

Informações adicionais para a imprensa:
Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br

 


Foto: James Tavares / Secom

O governador Raimundo Colombo, representantes da Embraer, da Fapesc e da Fundação Certi inauguram na sexta-feira, 25, o Centro de Engenharia e Tecnologia da Embraer (Cete-SC). O ato será realizado às 10h, no prédio da incubadora Celta, localizado no Parque Tecnológico Alfa, em Florianópolis.

De acordo com o governador Raimundo Colombo, a instalação do centro da Embraer contribui para que Santa Catarina concentre iniciativas de inovação no segmento aeronáutico. “É um passo gigantesco para entrarmos num setor muito competitivo, que é o aeronáutico. O primeiro passo de uma longa caminhada, em que já temos previsão de trazer para o estado setores importantes desta área”.

Com sete engenheiros da Embraer, o centro vai centralizar a gestão dos projetos desenvolvidos pela empresa em Santa Catarina, que incluem parcerias com empresas privadas e com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi).

Resultado de um convênio de R$13 milhões repassados pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) em 2015, a Certi trabalha em projetos para o desenvolvimento da tecnologia aeronáutica. A Embraer é a primeira das empresas contempladas pela parceria, que pode se estender a outras instituições.

“O Governo do Estado, através da Fapesc, tem procurado apoiar, reforçar e financiar o surgimento de um centro de excelência para o setor aeronáutico no Estado. A Embraer já tem centros pelo país, e a instalação de um em Florianópolis vai criar competência tecnológica e empresarial, empregos e economia para a região”, destaca o presidente da Fapesc, Sérgio Luiz Gargioni.

O superintendente de negócios da Certi, Laercio Aniceto Silva, ressalta que a parceria com a Embraer é fundamental para que empresas catarinenses possam se tornar futuras fornecedoras da indústria aeronáutica. “O objetivo é investir em empresas que já tem uma base tecnológica, para que elas se mantenham atualizadas e tragam cada vez mais desenvolvimento para Santa Catarina, e que outras empresas também possam participar de projetos globais”.

Novo convênio

Durante o evento também será assinado um novo contrato de R$ 5,5 milhões entre a Fapesc e a Certi para dar continuidade ao desenvolvimento de tecnologia em sistemas eletrônicos para uso aeronáutico. O valor deve repassado pelo Governo do Estado, por meio da Fapesc, até 2019.

Serviço:
O quê: Inauguração do novo Centro de Engenharia e Tecnologia (Cete-SC)
Quando: 25 de agosto, às 10h
Onde: Km1 da SC-401, Módulo 12, Incubadora Celta, Parque Tecnológico Alfa, Florianópolis.

Informações adicionais para a imprensa
Heloisa Dallanhol
Assessoria de Imprensa 
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de SC - Fapesc
E-mail: heloisa@fapesc.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-4812 / 98418-1180
Site: www.fapesc.sc.gov.br

Foto: Jaqueline Noceti/Secom

O governador Raimundo Colombo e o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, trataram em reunião em Brasília, nesta quinta-feira, 24, de parcerias para promover melhorias no aeroporto de Navegantes, administrado pelo órgão federal. A previsão é lançar até outubro deste ano, três editais para obras que envolvem novos terminais, estacionamento e construção de um hotel na região, por meio de parcerias com a iniciativa privada. “São melhorias que vão garantir um grande avanço em infraestrutura”, destacou o governador Colombo.

>>>Mais imagens na galeria

Estão previstos três editais separados. Um para construção de um novo terminal de passageiros e de um edifício garagem, com a empresa contratada passando a operar as unidades varejo do terminal e o próprio estacionamento como forma de rentabilização. Outro para um novo terminal de cargas, com a empresa podendo operar a atual estrutura de cargas enquanto constrói a nova. E, por fim, um edital para construção de um hotel. Em paralelo aos editais, governos federal e estadual e bancada catarinense vão buscar agilizar as desapropriações necessárias.

Foi ressaltado pela comitiva catarinense que como foi assinado em julho o contrato de concessão do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, de Florianópolis, para a empresa suíça Zürich Airport, agora o aeroporto de Navegantes passa a ser o maior do Estado sob gestão da Infraero. O presidente da órgão federal, Antônio Claret de Oliveira, reconheceu a importância do espaço e afirmou que irá buscar agilidade nas melhorias previstas. “Temos um grande projeto para o aeroporto de Navegantes, que será um exemplo de integração logística para todo o país”, destacou.

Correia Pinto e Chapecó 

O governador Colombo também apresentou demandas envolvendo os aeroportos de Correia Pinto, na Serra, e de Chapecó, no Oeste. Para o Aeroporto Regional do Planalto Serrano, no município de Correia Pinto, a proposta é contratar a Infraero para assumir a gestão. “Há interesse do Governo do Estado e há interesse da Infraero, então agora é uma questão de ajustar os valores”, afirmou Colombo.

E para o aeroporto de Chapecó, o pedido foi para agilizar os estudos dos projetos de ampliação da atual estrutura, para acompanhar a crescente demanda local.

Também acompanharam a audiência em Brasília, entre outras lideranças políticas de Santa Catarina, o secretário executivo de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, e a secretária adjunta Lourdes Martini.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Página 211 de 324