Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

O Governador Raimundo Colombo dá sua mensagem de agradecimento pelo ano que passou e os votos de um feliz natal e próspero ano novo.

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Bombeiros/SC

Em virtude do aumento de pontos de alagamentos em Rio do Sul e cidades vizinhas para facilitar o atendimento à população atingida pelas chuvas dos últimos dias, o Corpo de Bombeiros Militar montou uma Sala de Comando de Operações no Colégio Dom Bosco, no Centro de Rio do Sul. De lá, acontecem o acionamento das viaturas para socorro e transporte de vítimas. A sala de situação foi montada no colégio em virtude da água já atingir a sede da 1° Companhia de Bombeiros da cidade e impedir a entrada e saída de viaturas.

>>> Galeria de foto das cidades prejudicadas pelas chuvas

Apesar disso, o recebimento de chamadas via Central Operacional 193, continua sendo no quartel de Rio do Sul, já que o Cobom está situado no segundo andar da edificação. O Corpo de Bombeiros Militar trabalha em contato estreito com a Defesa Civil do Estado e do município para agilizar o encaminhamento de socorro especializado em caso de necessidade.

A Força-Tarefa 09, equipe formada por bombeiros capacitados e treinados para socorro a vítimas em caso de desastres ambientais, foi deslocada de Canoinhas para apoio às equipes de bombeiros que atuam em Rio do Sul. O Helicóptero Arcanjo 03, sediado em Blumenau, também deslocou para uma base no Alto Vale em apoio às operações de resgate e transporte de pessoas atingidas pelas cheias.

Até o momento, Rio do Sul é a cidade mais afetada, pois está recebendo todo o volume de água dos municípios de Ituporanga, Agrolândia e Trombudo Central. Todas as comportas da barragem de Ituporanga estão fechadas, mas não são suficientes para conter o volume de água. A barragem está vertendo com mais de 1,5m de água acima da comporta. O nível do Rio Itajaí Açú, às 16h desta tarde, era de 10,16m, com cota de situação de enchente de 11m. Até o momento, os bairros mais afetados são Centro, Fundo, Canoas, Jardim América e Bela Aliança, em que há várias casas alagadas e famílias deslocadas para abrigos ou casas de parentes.

Além das equipes de bombeiros que atuam em apoio às ações de Defesa Civil de Rio do Sul, e, principalmente, na remoção de famílias de áreas atingidas, a partir da Sala de Comando, as operações estão sendo administradas pelo comandante da 2° Região de Bombeiro Militar, coronel João Valério Borges, pelo comandante do 5° Batalhão de Bombeiros Militar, tenente-coronel Ariovaldo da Silva Pacheco e 2° tenente Rubens José Babel Junior.

Situação de cidades vizinhas

Em Ituporanga, há pontos de alagamento em partes mais baixas e no interior do município. O rio que corta o centro da cidade está com 2,55 metros, sendo que atingiu seu pico às 5h da manhã desta segunda, com 2,95 metros. Na região central da cidade, o rio sai da calha com 3,20 metros e, só então, são registrados pontos de alagamento na avenida central.

Recentemente, a capacidade de retenção de água na barragem de Ituporanga foi aumentada com a construção de uma sobrelevação de dois metros. A capacidade de reter água passou de 93 milhões de metros cúbicos para 110 milhões de metros cúbicos, aumento de 18%.

Em Agrolândia, além de áreas alagadas, uma ponte também foi danificada pelo excesso de água.

Já em Blumenau, a previsão também é de cheias, pois a água do Rio Itajaí Açu desce para o Vale. A previsão é que às 17h desta segunda o nível do rio atinja 8m em Blumenau, quando se iniciam os alagamentos nas ruas mais baixas.

O Corpo de Bombeiros Militar mantém várias equipes de sobreaviso e em alerta em todo Estado para serem acionadas em caso de necessidade.

Informações adicionais para a imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa 
Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina - CBMSC
E-mail: ccs@cbm.sc.gov.br
Fone: (48) 3251-9614 / 98843-4427
Site: www.cbm.sc.gov.br


Fotos: Foto: Luiz Francisconi / SOL

Nesta segunda-feira, 5, foi assinado o contrato para a última etapa de restauro da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, no Centro de Florianópolis. O ato contou com a presença do secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, do presidente da Ação Social e Cultural da Igreja São Francisco, Roberto Bentes de Sá, e do Frei Gunther Max Walzer, além de representantes da equipe técnica responável pela obra.


Em Brusque, o nível do Rio Itajaí-Mirím atingiu 6,40m às 7h30. Foto: Defesa Civil/Divulgação 

A chuva continua em Santa Catarina e 85 municípios já registram ocorrências como inundação, alagamentos, enchentes, granizo, vendaval, queda de árvore e deslizamentos de terra. A chuva voltou a cair neste domingo , 4, após uma pequena pausa de dois dias. As chuvas registradas nas últimas 24 horas superaram a previsão mensal de precipitação para o mês de junho, especialmente no Planalto Sul, onde a média mensal de precipitação fica entre 90mm e 130mm, conforme dados da Defesa Civil. Os maiores volumes de chuva foram registradas em Lages (172mm), Bocaína do Sul (166mm), São José do Cerrito (161mm), Otacílio Costa (153mm), Rio Rufino (119mm) e Alfredo Wagner (112mm).

>>> Escolas suspendem aulas devido à chuva em Santa Catarina

A Defesa Civil alerta para o risco de deslizamentos de terra em todas as regiões do Estado, especialmente no Oeste, Meio-Oeste, Vale do Itajaí, Litoral Sul e Grande Florianópolis. Deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas próximas a residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros 193. A Defesa Civil chama a atenção ainda pra o risco de inundações nos médios e grandes rios nos municípios do Vale do Itajaí, especialmente no Alto Vale, Rio Canoas, Rio Cará, Rio Uruguai, e todas as bacias do Litoral Sul. Também há possibilidade de inundações nas bacias do Rio do Peixe, Rio Negro, Rio Tijucas e Rio Queimados. 

No Estado, já são 1.021 desalojados (em casa de parentes e amigos); 1.178 desabrigados (estão em abrigos públicos); 9.988 afetados (todos atingidos de alguma forma pelo evento) e 2.568 residências afetadas. Na noite deste domingo, houve registros de enxurrada em Agrolândia, Petrolândia, Imbuia, São José do Cerrito e Bom Retiro. Em Bom Retiro, a água afetou 24 casas, sendo que uma família foi para residência de parentes. Em São José do Cerrito, a Defesa Civil municipal informou que a água atingiu 40 residências. Em pouco tempo, a água baixou e ninguém precisou sair de casa.

Em Lages, mais um abrigo foi ativado. Agora são cinco abrigos com 133 pessoas. Nesta segunda-feira, 6, uma geóloga da Udesc vai vistoriar as áreas de risco das famílias que saíram de casa no domingo. A Defesa Civil Estadual enviou para Lages 288 cestas básicas, 288 kits de limpeza, 748 kits de higiene pessoal, 83 colchões de solteiro e 83 acomodações de solteiro. Para Rio do Sul, foram encaminhados 147 cestas básicas; 526 kits higiene pessoal; 144 galões de água de 5 litros; 147 kits de limpeza; 50 colchões de solteiro e 50 kits acomodações para colchões.

A meteorologista da Epagri/Ciram Gilsânia Cruz informou que a chuva segue até quinta-feira, 8. Os valores variam entre 150mm e 230mm de chuva, dependendo da região. “As pessoas devem acompanhar a previsão do tempo diariamente porque previsão podem mudar”, disse.

Para mais informações sobre o tempo e alertas, siga as redes sociais da Epagri/Ciram e Defesa Civil SC.

Abrigos:

Lages: 6 abrigos com 171 pessoas

Rio do Sul: 12 abrigos com 564 pessoas

Rio do Oeste: 3 abrigo com 186 pessoas

Ponte Serrada: 1 abrigo com 4 pessoas

Laurentino: 1 abrigo com 70 pessoas 

Capinzal: 1 abrigo com 6 pessoas

Agronômica: 1 abrigo 97 pessoas

Taio 1 abrigo 7 pessoas

Correia Pinto  1 abrigo - 56 pessoas

Barragens - 05/06/2017 – Última atualização 7h

- Vale Sul

* Montante: 31.65 m

* Jusante: 1.70 m

* Comportas abertas: 0

* Comportas fechadas: 5

* Canal extravasor: fechado

* Tempo: chuvoso 

* Reservatório: 100 % 

- Vale Oeste

* Montante: 17.28 m

* Jusante: 5.40 m

* Comportas abertas: 0

* Comportas fechadas: 7

* Canal extravasor: Fechado 

* Tempo: chuvoso 

* Reservatório: 57%

- Vale Norte

* Montante: 12.00 m 

* Comportas abertas: 2

* Comportas fechadas: 0

* Tempo: chuvoso 

* Reservatório: 10%

 

Nível dos Rios 

* Taió: 6.40 m

* Rio do Oeste: 7,41m

* Ituporanga: 2,75m

* Rio do Sul: 9,55m

* Brusque: 6,40m 

Recomendações da Defesa Civil SC:

Alagamentos/Inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Enxurradas: Não fique próximo às margens de rios e ribeirões, principalmente em regiões de relevo acentuado, montanhoso e pequenos vales, pois muitas vezes há temporais intensos sobre os topos e cabeceiras, gerando repentinamente grande quantidade de água num curto espaço de tempo. Este tipo de evento adverso apresenta grande poder destrutivo, podendo arrastar veículos, pessoas, animais e mobílias por vários quilômetros. A força das águas pode ainda provocar o rolamento de blocos de pedras, arrancar árvores, destruir edificações e causar deslizamentos de terra nas margens.

Tempestades com descargas elétricas (raios) e ventos fortes: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade!

Deslizamentos de terra: deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas próximas a residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros 193.

Qualquer problema comunique a coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros no número 193. 

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3005 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc   e @GovSC


Foto: Jaqueline Noceti/Arquivo Secom

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde (Dive/SES) informa que o estado seguirá a determinação do Ministério da Saúde (MS) que estendeu, excepcionalmente neste ano, a vacinação contra a influenza a toda a população a partir de segunda-feira, 5. Até o momento, Santa Catarina alcançou uma cobertura no grupo prioritário de 85%. Foram aplicadas 1.615.446 doses de vacina contra a Influenza, do total previsto de 1.856.602.

A Dive reitera que todas as doses de vacina já foram distribuídas aos municípios e não haverá envio de novas doses. Portanto, a vacinação deverá ser mantida enquanto durarem os estoques. Além disso, os municípios foram orientados a resguardarem as segundas doses das crianças que receberam a vacina da gripe pela primeira vez, além das doses para gestantes. 

Os endereços das salas de vacina da rede pública de saúde de Santa Catarina estão disponíveis em www.gripe.sc.gov.br

Informações adicionais para a imprensa:
Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) aplicou neste domingo, 4, as provas do Vestibular de Inverno 2017 para cursos presenciais, em oito cidades catarinenses - Florianópolis, Lages, Laguna, São Bento do Sul, Joinville, Chapecó, Ibirama, Balneário Camboriú. Segundo a Coordenadoria do Vestibular da Udesc, dos 8.596 candidatos inscritos em 35 cursos de graduação, 1.202 não compareceram aos locais de prova, o que gerou um índice de abstenção de 14,01%. 

Página 213 de 251