Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 10 de novembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 10 de novembro de 2017

No programa semanal Com a Palavra, o Governador, Raimundo Colombo fala sobre investimentos na Defesa Civil, Programa Juro Zero, formação dos novos policiais militares, Jogos Abertos de Santa Catarina e Ferrovia das Bromélias.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira prestigiaram a cerimônia de posse do catarinense Jorge Mussi como ministro titular do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na noite desta terça-feira, 24, em Brasília. No mesmo ato, foram empossados Napoleão Nunes Maia Filho como corregedor-geral da Justiça Eleitoral e Luis Felipe Salomão como ministro substituto, sucedendo Jorge Mussi no cargo destinado aos magistrados do STJ.

“É uma grande conquista para Santa Catarina. Trata-se de uma autoridade jurídica reconhecida no país e que chega à mais alta corte da Justiça eleitoral brasileira. Um catarinense ilustre, que muito honra o Estado e que com certeza vai dar uma grande contribuição para o sistema nacional”, afirmou Colombo.


Foto: Johatan Tavares - Ascom/SSP

O secretário de Estado da Segurança Pública em exercício, Aldo Pinheiro D’Ávila, assinou na tarde desta terça-feira, 24, os editais para realização do concurso público de ingresso na Polícia Civil de Santa Catarina. Serão oferecidas 394 vagas  – 194 para Escrivão de Polícia e 200 para Agente de Polícia. A expectativa é que o documento seja publicado até quinta-feira, 27, no Diário Oficial do Estado.

As inscrições começam dia 27 de outubro e se estendem até 27 de novembro. As provas serão realizadas em dezembro. Dia 16 são as provas para a carreira de Escrivão de Polícia, e no dia 17 de dezembro é a vez dos exames para Agente de Polícia.

Todo o processo será coordenado pela Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (Fepese). As provas serão realizadas na Grande Florianópolis, Joinville, Chapecó, Criciúma, Tubarão, Lages, Itajaí e Joaçaba.

Só este ano foram abertas 622 vagas em concursos autorizados pelo Governo para Polícia Civil e IGP.  “É um alento para a segurança, um ganho de fundamental importância para a política de recomposição permanente do efetivo da Polícia Civil”, disse o secretário em exercício.

De 2011 até 2016 mais de 9,3 mil servidores da Segurança Pública - entre policiais militares, civis, bombeiros, peritos e auxiliares criminalísticos – ingressaram nas forças de segurança.  O secretário ressalta, ainda, que exclusivamente na Polícia Militar, 50% do atual efetivo ativo ingressou na atual administração.

O ato de assinatura contou também com a participação do delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz; seu adjunto, delegado Marcos Flávio Ghizoni Júnior;  diretor da Academia da Polícia Civil, delegado Laurito Akira Sato; assessor do secretário, delegado Márcio Fortkamp, e o diretor de Formação e Capacitação Profissional da SSP, Adilson Porto. Também participaram a Diretoria da Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (Fepese).

Informações adicionais para a imprensa
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Segurança Pública - SSP
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8183 / 98843-7615
Site: www.ssp.sc.gov.br

 


Apresentação feita em São Pedro de Alcântara / Foto: Rosalia Pessato / Suderf

O Governo do Estado, por meio da Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf), apresentou a proposta da Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano em todos os municípios da Grande Florianópolis, no período de agosto a outubro deste ano. Centenas de moradores, gestores públicos, empresários e estudantes participaram das audiências em Águas Mornas, Antônio Carlos, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Florianópolis, Palhoça, São José, São Pedro de Alcântara e Santo Amaro da Imperatriz.

“Os resultados dessa primeira fase foram muito bons, não só dos prefeitos e suas equipes técnicas que avaliaram a proposta bem como da população que participou das nossas reuniões. A partir de agora vamos elaborar o edital de toda parte correspondente do que virá a ser um contrato de concessão, toda a parte econômica financeira, estimativa de tarifas para mais uma etapa de audiências públicas e colocação em consulta pública para então encaminhá-lo ao Tribunal de Contas do Estado, que deverá fazer avaliação final do edital”, explicou o superintendente da região metropolitana da Grande Florianópolis Cassio Taniguchi.

O projeto da Suderf, com apoio técnico do Observatório da Mobilidade Urbana da UFSC, propõe racionalizar o sistema de transporte que hoje se caracteriza pela sobreposição de linhas municipais com intermunicipais. São objetivos também reforçar serviços locais e municipais; facilitar as conexões entre as centralidades da área continental da região metropolitana (Centro de Palhoça, de Biguaçu, Kobrasol e Campinas); e melhorar a abrangência territorial da rede de linhas.

A Suderf prevê criar itinerários dentro dos municípios que melhorem a mobilidade entre os bairros, além de aumentar a frequência dos ônibus para áreas de grande demanda, a exemplo da região de Kobrasol/Campinas em São José, que é o segundo ponto que mais atrai pessoas na Grande Florianópolis.

“A proposta apresentada ainda está aberta a sugestões. Todas serão avaliadas pelas equipes da Suderf e da UFSC, em conjunto com as prefeituras”, destacou o diretor técnico da Suderf Célio Sztoltz.

No mapa disponível na Internet, é possível ver todas as linhas de ônibus por município da região, e as contribuições devem ser enviadas até 25 de novembro para onibusmetropolitano@gmail.com.

Próximas etapas

O edital de licitação no novo sistema de transporte metropolitano será apresentado em três audiências, reunindo os municípios das regiões sul (Águas Mornas, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz), central (São José e São Pedro de Alcântara) e norte (Antônio Carlos, Biguaçu e Governador Celso Ramos) da Grande Florianópolis. Depois disso, o documento ficará disponível para consulta pública por 30 dias e então encaminhado para o Tribunal de Contas do Estado.

“Esperamos lançar o edital este ano ainda, uma vez que há pressão dos órgãos de controle Ministério Público e Tribunal de Contas no sentido de termos uma licitação nova uma vez que todas as concessões na região metropolitana, com exceção de Florianópolis, estão vencidas”, concluiu o superintendente Cassio Taniguchi.

Paralelo a isso, prefeitos e Governo do Estado têm debatido sobre a adequação da Lei Complementar n.º 636, de 9 de setembro de 2014, que instituiu a região metropolitana da Grande Florianópolis (RMF) e a Suderf. Entre os pontos principais estão o tamanho da RMF, hoje com nove municípios e outros 13 na área de expansão; as competências da Suderf cujo papel está restrito ao planejamento regional e não execução das funções públicas de interesse comum; e a criação de um fundo.

A segunda fase do projeto refere-se à infraestrutura viária, com implantação de faixas exclusivas de ônibus e corredores para BRTs (Bus Rapid Transit) na Grande Florianópolis. A Suderf prevê ainda construção de terminais de integração em Biguaçu, São José e Palhoça, implantação do Sistema de Inteligência Operacional (ITS) e Centro de Controle Operacional (CCO) para supervisionar toda a operação do BRT, por meio de parceria público-privada.

Canais de informação:
www.spg.sc.gov.br/suderf
https://www.facebook.com/suderf/
https://www.facebook.com/observatoriodamobilidade/

Mais informações para a imprensa:
Rosália Dors Pessato
Assessoria de Comunicação
Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis - Suderf
E-mail: rosalialdors@gmail.com
Fones: (48) 3665-3334 e (48) 99150-1222
Site: www.spg.sc.gov.br/suderf


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A cessão de um pavilhão em São José, pertencente à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), para a regional das Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina (Ceasa), do Governo do Estado, foi tema de audiência do governador Raimundo Colombo com o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Roberto Novacki, nesta terça-feira, 24, em Brasília. A proposta foi bem recebida e secretário ficou de dar uma resposta definitiva em breve.

“Estamos com uma super ocupação na Ceasa e temos essa área próxima, da Conab, que praticamente não está mais sendo utilizada. Então fizemos esse pedido de um acordo, com disposição inclusive de pagar aluguel pelo espaço. A proposta foi muito bem recebida. Estamos confiantes de que em breve vamos poder contar com essa estrutura extra para melhorar as condições de todos que ali trabalham”, afirmou Colombo.


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O governador Raimundo Colombo participou de audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta terça-feira, 24, em Brasília, e garantiu R$ 35 milhões a serem repassados do governo federal para o Estado. Nos próximos 15 dias, Santa Catarina vai receber R$ 25 milhões, que serão distribuídos para hospitais filantrópicos do Estado para pagamento de serviços já prestados nos últimos meses. E até o início de 2018, outros R$ 10 milhões serão repassados referentes a habilitação de novos serviços em diferentes unidades hospitalares de Santa Catarina.

“Foi um grande avanço. Os R$ 25 milhões vão ajudar a regularizar a situação de muitos hospitais, pagando por serviços realizados nos últimos seis meses. E os R$ 10 milhões passam a ser um novo repasse anual para funcionamento de novas áreas hospitalares, em cidades como Blumenau e Videira, um credenciamento fundamental para avançarmos ainda mais no sistema público de saúde catarinense”, avaliou Colombo.

>>> Galeria de fotos

“O governo estadual e a bancada federal catarinense têm feito um trabalho muito articulado, sempre apresentando de forma conjunta as demandas estaduais, e nós, do governo federal, estamos fazendo nossa parte de autorizar novas habilitações para aumentar o valor per capita de Santa Catarina”, acrescentou o ministro Ricardo Barros.

Os secretários de Estado da Saúde, Vicente Caropreso; da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin; o secretário executivo de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, e a secretária adjunta Lourdes Martini; e representantes da bancada federal catarinense, também acompanharam a reunião no ministério.

O tamanho do setor

Dos 183 hospitais ativos em Santa Catarina vinculados ao SUS, 128 são de gestão estadual, sendo que 13 são de administração própria da Secretaria de Estado da Saúde. Uma rede que disponibiliza atualmente 11.386 leitos gerais pelo SUS e 678 leitos de UTI. Considerando exclusivamente os 13 hospitais que são geridos pela Secretaria de Estado da Saúde, apenas neste primeiro semestre de 2017, foram realizados 585.953 atendimentos (internação, ambulatório e emergência), 23.306 cirurgias e 1.607.125 exames. 

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Página 25 de 196