Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Medalha Zilda Arns

Medalha Zilda Arns

A medalha Zilda Arns é uma justa homenagem a quem dedica a vida para fazer o bem às pessoas. Nesta semana, o governador Eduardo Pinho Moreira entregou o título ao médium Divaldo Pereira Franco. Homem que desenvolveu um belíssimo trabalho caritativo, fruto da vontade de servir o próximo.

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: James Tavares / Secom

Representantes de 15 prefeituras da região de Videira conheceram o projeto da segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam 2), em reunião na tarde desta quinta-feira, 29, com a presença do governador Raimundo Colombo. São municípios que juntos, na primeira edição do Fundam, foram contemplados com R$ 27,1 milhões e que agora poderão novamente apresentar projetos para serem contemplados com uma nova rodada de recursos.

A dança será a atração principal do palco do CIC 8:30 – Grandes Encontros em julho com o espetáculo Ocupando Meu Lugar, dirigido e criado por Cacá Berka. A apresentação será no dia 12 de julho, às 20h30, no palco do Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC).

O espetáculo ilustra as três Leis do Amor de Bert Hellinger adaptada à ótica da dança contemporânea. Pertencimento, Equilíbrio e Hierarquia são as leis ocultas da vida. Esse espetáculo leva a plateia a construir a cada ato o significado de sistema familiar e mostra como pertencer é uma necessidade primordial do ser humano, bem como nossos ancestrais e suas histórias vividas nos influenciam ainda que no presente.

Durante o espetáculo os bailarinos executam movimentos ousados em cima de uma gangorra gigante representando a Lei do Equilíbrio, na qual dar e receber na mesma proporção garante o sucesso de uma relação. A temática expõe, ainda, a importância de se manter a ordem/hierarquia, a relevância de se honrar a quem veio primeiro assim como a ação de buscarmos nossa origem pode de fato nos mover, nos fortalecer durante a busca.

Ocupando Meu Lugar transcende a estética da dança, leva a plateia a submergir junto com seus bailarinos nessa trajetória, nesse campo energético de experimentos e grandes descobertas, permeando intensos sentimentos e experiências até ocuparmos nosso verdadeiro lugar.

Serviço:

O quê: Ocupando Meu Lugar - CIC 8:30 - Grandes Encontros
Quando: 12 de julho, às 20h30
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Ingressos: R$ 30 inteira e R$ 15 meia-entrada
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1686274935009453

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 


Foto: Jaqueline Noceti/Secom

O governador Raimundo Colombo apresentou na manhã desta quarta-feira, 29, no auditório Plínio Linhares, no Center Shopping, em Araranguá, a segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) e anunciou a continuidade da obra de pavimentação da Serra do Faxinal. A nova etapa do Fundam prevê investimento de R$ 700 milhões nos 295 municípios e deverá ser lançado no segundo semestre deste ano.

“É mais uma etapa importante desse programa em que o Estado disponibiliza um recurso para cada uma das prefeituras. Temos a condição de assinar convênios no final de julho e começo de agosto”, destacou o governador.

>>> Confira a galeria de fotos

Na oportunidade, o governador anunciou o chamamento da segunda colocada do processo licitatório para as obras de pavimentação na Serra do Faxinal (SC-290). O trecho, com cerca de dez quilômetros, liga Praia Grande até a divisa com o Rio Grande do Sul. O valor da obra é de R$ 54,9 milhões. “É uma obra muito importante para a região e que foi iniciada de forma precária pela empresa ganhadora da licitação. Nesse caso, fizemos a rescisão administrativa e decidimos, de forma responsável, chamar a segunda colocada”, explicou o secretário de Estado da Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro.

Os 15 prefeitos da Associação dos Municípios do Extremo-Sul (Amesc) presentes no encontro puderam conhecer como vai funcionar a segunda edição do programa e conferir o balanço do que foi realizado na primeira etapa. O secretário executivo regional da ADR Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt, também participou. “É um momento para fazer uma prestação de contas da primeira edição do Fundam. Apresentamos os resultados que alcançamos e o trabalho que foi feito. Isso serve de base para a gente deflagrar o segundo programa”, disse Colombo.

Em mais essa etapa, os investimentos poderão ser aplicados em várias áreas, com decisão de cada prefeitura e sem a obrigatoriedade de contrapartida do município. Depois de lançado o Fundam 2, as equipes das prefeituras farão um trabalho em conjunto com as ADRs na elaboração dos projetos, dentro das características previstas para, depois, apresentar aos gestores do programa.

“A ideia do programa é manter a boa distribuição demográfica e ajudar no fortalecimento dos pequenos municípios. Nenhuma prefeitura vai receber menos que R$ 1 milhão ou próximo disso, e o maior município não deverá passar de R$ 3 milhões, a não ser que tenha uma obra especial. O objetivo é investir nos municípios para que as pessoas continuem morando onde estão e não migrem para as cidades maiores”, explicou o governador.

O prefeito de Morro Grande, Valdionir Rocha, enfatiza que é um momento importante para os prefeitos da região. “Esses recursos vêm para ajudar muito a realizar obras nos municípios, que realmente precisam, e que com recursos próprios não seria possível. Com o Fundam 2 vamos conseguir executar essas obras que beneficiam a população”, disse.

O Fundam

Na primeira edição do Fundam foram disponibilizados R$ 606 milhões, entre as cidades catarinenses de forma criteriosa, objetiva e apartidária, nas áreas de infraestrutura (logística e mobilidade urbana); construção e ampliação de prédios nas áreas de educação, saúde e assistência social e nas áreas de desporto e lazer; saneamento básico; aquisição de equipamentos, veículos e materiais destinados aos serviços de saúde e educação e aquisição de máquinas e equipamentos rodoviários novos, fabricados em território nacional. Ao todo foram 453 convênios assinados que possibilitaram a aquisição de 976 equipamentos, máquinas e veículos, 56 obras realizadas e 1.358 ruas pavimentadas, que correspondem a 538 quilômetros lineares.

O mesmo encontro vai acontecer nas outras associações de municípios, com a participação do governador Raimundo Colombo e equipe técnica, para tratar da formatação das regras da nova edição do Fundam. O gerenciamento e controle do programa devem ficar com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a exemplo do que ocorreu na primeira edição.

Esta foi a décima de 21 reuniões regionais previstas para apresentação do Fundam 2 pelo governador Colombo. Além de Araranguá, já sediaram encontros as cidades de Mafra, Tubarão, Jaraguá do Sul, Chapecó, Criciúma, Rio do Sul, Blumenau, Lages e Itajaí.

Fundam na região da Amesc

O investimento do Fundam na região foi superior a R$ 30 milhões, com recursos aplicados em todos os 15 municípios. Foram pavimentados cerca de 30 quilômetros de estradas, construídos um centro de educação infantil e um complexo esportivo, adquiridos um ônibus escolar, um caminhão caçamba e um trator equipado com carreta agrícola, e uma máquina varredora coletora para limpeza urbana.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

O presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Teodoro Agostini, esteve em Criciúma nesta quarta-feira, 29, vistoriando a Via Rápida. Orçada em mais de R$ 120 milhões, a obra contempla 11 quilômetros em uma nova via de acesso a Criciúma.

Com 74% de conclusão, esta é a mais importante obra de infraestrutura do Governo do Estado no Sul e tem previsão de entrega para 20 de dezembro deste ano. "Estamos de olho nas obras em andamento. É prioridade do Governo concluir todos os investimentos do Pacto por Santa Catarina e a Via Rápida é uma delas", assegurou.

 Presidente do Deinfra vistoria Via Rápida em Criciúma

Os trabalhos estão concentrados em terraplenagem no trevo que fará ligação com a BR 101. "Este projeto contempla 17 viadutos, as chamadas obras de arte. Este no entroncamento da BR-101 é bem complexo e que dará acesso aos usuários para os sentidos norte e sul sem sair da via, e por isso necessita de mais tempo", comentou.

Os demais viadutos já estão concluídos e a empresa segue com pavimentação na pista da direita, sentido Criciúma a BR-101. A pista da esquerda já está 90% concluída.

Informações adicionais para a imprensa:

Paula Darós Darolt
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Criciúma
E-mail: imprensa@cua.sdr.sc.gov.br
Telefone: (48) 3403-1018 / 99127-6838
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcriciuma

 


Foto: Aires Mariga / Epagri

A safra 2016/17 de arroz irrigado na região que engloba cidades do Norte e Vale do Itajaí foi 25,85% maior que o período anterior, resultando numa colheita de 317.066 toneladas do grão. Os números são do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Epagri/Cepa).

O crescimento tão expressivo entre uma safra e outra tem um motivo: os graves problemas de clima registrados no período anterior, que prejudicaram a produção de arroz no Norte do Estado, explica Glaucia de Almeida Padrão, Analista de Socioeconomia e Desenvolvimento Rural da Epagri/Cepa.

Para efeitos de cálculo de safra, a Epagri divide a região Norte em três microrregiões: Blumenau, com 14 municípios; Itajaí, com 9 municípios; e Joinville, que reúne 10 cidades do entorno. Joinville foi a microrregião que apresentou maior volume produzido e também maior crescimento de produção (32,73%). Em seguida aparecem as microrregiões de Itajaí e Blumenau.

A produtividade das lavouras de arroz irrigado no Norte do Estado também cresceu de maneira expressiva nesta safra, quando comparada ao período anterior: 23,43%. Tal crescimento, que revela um aumento da capacidade produtiva no mesmo espaço, é reflexo das tecnologias difundidas pela Epagri e adotadas pelos rizicultores catarinenses. A área plantada com arroz irrigado na região aumentou 1,96% desde a safra passada.

Na quarta-feira, 28, a Epagri reuniu em Massaranduba agricultores, técnicos, representantes de empresas de beneficiamento, de sindicatos e cooperativas ligadas ao setor para fazer a avaliação da última safra de arroz irrigado no Litoral Norte catarinense. Nessa ocasião, os números foram apresentados e discutidos, para posterior compilação feita pela Epagri/Cepa.

Na região Sul do Estado, que avaliou sua safra no início do mês, os números foram considerados históricos. Lá, a safra 2016/17 de arroz irrigado cresceu praticamente 10% em relação ao período anterior, resultando numa colheita de 736 mil toneladas. A produtividade também foi alta, chegando a 7.755kg/ha, acima da média da região, que se mantém em torno de 7.200kg/ha desde 2002. O clima favorável e a adoção de cultivares com alto potencial produtivo impulsionaram a safra do grão na região.

Mais informações e entrevistas:
Em Florianópolis com Gláucia Padra, pelo fone (48) 3665-5079
Em Joinville com Hector Silvio Haverroth, coordenador de ATER da Epagri na região, pelo fone  (47) 3461-1531

Página 246 de 304