Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 14 de julho de 2017

Com a Palavra, o Governador - 14 de julho de 2017 

O Governador Raimundo Colombo fala sobre o anúncio da antecipação da primeira parcela do 13º salário, os impactos na economia e a produção de energia a partir de biomassa.

Oportunidades

Próximos eventos

Depois das chuvas que atingiram dezenas de municípios no estado, Raimundo Colombo disse no programa no Com a Palavra, o Governador dessa sexta-feira, 16, que o sistema de operação das barragens, no Vale do Itajaí, cumpriu a função estratégica de proteger a população dos estragos provocados pelas cheias. “Nossa equipe conseguiu trabalhar com uma segurança maior e o sistema diminuiu o nível da lamina de água em municípios como Rio do Sul, o que significa que milhares de pessoas não sofreram como antes. Mas ainda há muito o que fazer na reconstrução e na recuperação da malha viária do estado”, completou.


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Inovação é outro tema da entrevista, que foi gravada em Lages, na Serra catarinense. Colombo destacou investimentos do Estado em projetos como o Entra21, que capacita jovens para o mercado de trabalho no setor da tecnologia da informação. “É a economia do futuro e uma área promissora onde o talento e as ideias criativas são reconhecidos”, disse.

Ao encerrar, o governador informou que serão retomadas as audiências do Fundam II, para discussão com os prefeitos sobre o formato da nova edição do programa. “O tempo ruim das últimas semanas não nos permitiu dar sequência aos encontros, mas agora vamos voltar de forma muito firme para que, em breve, os recursos possam estar chegando aos municípios de todo o estado”, concluiu.

A entrevista pode ser acessada nos canais oficiais do Governo do Estado no Vimeo, no Youtube e na Rádio Secom.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Helena Marquardt/ADR Ibirama

O potencial para a produção de tangerinas no Médio Vale será destaque neste final de semana durante a 22ª Tangefest, que começa nesta sexta-feira, dia 16, e segue até o domingo, dia 18, em Apiúna. Durante três dias os visitantes poderão conhecer as mais variadas espécies plantadas no município e se deliciar com a gastronomia típica a base da fruta, que ao longo dos anos se tornou fundamental para a economia da cidade e garante renda extra a população quase o ano inteiro.

Cláudio Vagner sabe bem da importância da fruta. Ele vendia pães, há quase 20 anos, mas há cerca de 10 resolveu apostar na Tangerina para lucrar mais e o negócio deu tão certo que se transformou na principal renda da família. “A gente trabalha o ano todo porque uma hora é roçar, outra podar e passar veneno. Tem trabalho o ano todo já que a colheita começa em fevereiro, com uma tangerina precoce, e segue até novembro com outras espécies, mas vale muito a pena.”

Tangefest b destaca potencial de produção de tangerinas no Médio Vale

Para este ano a expectativa dele é colher cerca de 800 caixas das espécies comuns, rio, montenegrina, pokan, pokan sem semente e okitsu, e boa parte delas já está sendo enviada para a Tangefest e vai ser usada para a produção de suco e caipirinhas vendidas no evento. “No ano passado vendi mais de 50 caixas para isso e o pessoal sempre gosta muito. A festa nos ajuda a divulgar o produto, tanto que em Santa Catarina somos conhecidos como a terra da tangerina.

Sonia Beatriz Brenzinger também garante renda extra vendendo, a margem da BR-470, as tangerinas plantadas pela família. Ela cuida de uma das dezenas de barracas que durante o auge da safra, ficam abertas sete dias por semana e garante que está contente com o lucro. “Minha família já vende aqui há mais de 15 anos e vale a pena plantar. Se o clima ajudar melhora bastante a renda da casa.”

E se a tangerina traz benefícios para quem a vende ou produz, ela também agrada quem compra. O empresário blumenauense, Ademir Veber, precisou ir até o Alto Vale visitar a mãe e na volta aproveitou para adquirir alguns quilos em Apiúna, já que segundo ele as frutas da cidade são as melhores do estado. “Sempre que eu passo aqui compro porque a tangerina da região é muito mais doce, além do produto ser bom e barato e que dá para fazer bolo e tudo”, contou.

Tangefest b destaca potencial de produção de tangerinas no Médio Vale

A gerente de Políticas Socioeconômicas Rurais e Urbanas da Agência de Desenvolvimento Regional de Ibirama, Edna Beltrame Gesser, visitou algumas propriedades nesta quarta-feira, dia 14, e ressaltou que o Governo de Santa Catarina também incentiva a produção através da aquisição do suco da tangerina para a merenda escolar. “Só neste ano foram 28 mil litros comprados para a merenda escolar o que garante uma alimentação mais saudável para os alunos e uma renda extra aos produtores”.

Município produz cerca de 200 toneladas por ano

O secretário de Agricultura de Apiúna, Gilmar Formaggi, conta que Tangefest já é uma tradição na região e mostra exatamente o potencial de produção. Atualmente o município concentra 60 hectares plantados e colhe aproximadamente 200 toneladas de tangerina por ano. “Esse ano a safra não foi tão boa em termos de quantidade, mas em compensação tivemos frutos maiores e de melhor qualidade”, comemora.

O secretário explica que para incentivar a plantação a prefeitura custeia 50% das mudas da tangerina. “Para isso o produtor que tem a intenção de plantar um pomar e ganhar dinheiro com isso, precisa fazer um curso e se preparar e mostrar em qual mercado ele pretende vender essa tangerina”, finalizou.

Mais informações para a imprensa:
Helena Marquardt
Assessoria de comunicação 
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O Batalhão de Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina (BPMRv) vai intensificar as fiscalizações neste feriadão. A Operação Corpus Christi começa nesta quarta-feira, 14, às 18h, e segue até segunda-feira, dia 19, às 8h, com o objetivo de garantir e reforçar a segurança nas rodovias estaduais catarinenses. Os policiais dos 24 postos rodoviários trabalharão em escala de revezamento para monitorar as estradas.

“O trânsito é sempre fator preocupante, principalmente em feriados, quando recebemos muitos turistas. E neste feriado em especial, porque temos a Festa do Pinhão, em Lages, e muita gente deve se deslocar para a Serra. Mas as outras regiões também serão monitoradas, visando a segurança de todos”, explicou o coronel da Polícia Rodoviária Militar Fábio Martins.

Os policiais rodoviários terão à disposição moto e viaturas de patrulhamento dotadas de bafômetros e radares, a fim de cobrir uma malha viária de 3.976,99 quilômetros em 96 rodovias com 220 trechos do estado.

O coronel informou que as ações buscam diminuir os acidentes relacionados com o excesso de velocidade, embriaguez, ultrapassagens indevidas e uso inadequado do cinto de segurança e cadeirinha para crianças. Fábio Martins disse que os motoristas devem tomar cuidados essenciais antes e durante as viagens, como fazer manutenção no veículo e portar a documentação.

As crianças devem estar acomodadas com cinto de segurança e uso da cadeirinha ou assento de elevação. Além disso, o coronel chama a atenção para que as pessoas evitem utilizar as rodovias no período noturno, pois há maior incidência de formação de neblinas, geadas e gelo na pista.

Para emergências, o cidadão deve ligar para o 198, central que encaminha o usuário ao posto mais próximo, ou para o 190, que aciona a Polícia Militar em qualquer região de Santa Catarina.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC



Alunos do segundo ano do ensino médio estão tendo a oportunidade de concluir esta fase de ensino com uma profissão. A gerência Regional da Educação da Agência de Desenvolvimento Regional Chapecó apresentou na noite da última terça-feira,13, para comunidade, pais e alunos o curso de técnico em hospedagem, que será oferecido no Centro de Educação Profissional de Chapecó (Cedup), a partir de 1º de agosto.

Cerca de 500 pessoas participaram do lançamento do curso, que tem como propósito formar técnicos em hospedagem com condições de exercer a atividade profissional em diferentes setores das áreas de hospedagem e lazer, no mercado turístico e hoteleiro da região Oeste de Santa Catarina.

Segundo a gerente Regional de Educação, Maria de Lourdes Seben, o curso é resultado de uma necessidade apontada pelo comércio de Chapecó. "A solicitação foi encaminhada ao Ministério da Educação pelos próprios empresários, e atendida pelo governo do Estado através do Cedup, que oferece plenas condições em estrutura física e pedagógica para formar profissionais qualificados”, explica a gerente.

O estudante da EEB Druziana Sartori, Edson Rombaldi, 16 anos, está entusiasmado com a possibilidade de cursar hospedagem, com o incentivo do pai Zilmar Rombaldi ele participou do lançamento do curso e já garantiu a pré-inscrição. “Estou incentivando meu filho para ter qualificação e conseguir o primeiro emprego, ter currículo”, afirma o pai Zilmar. O estudante afirma que irá buscar uma vaga na área. “É uma oportunidade para ter um futuro melhor”, destaca Edson Rombaldi.

Chapecó é destaque no turismo de negócios e eventos. A rede hoteleira está em expansão, são cerca de 32 hotéis. A conselheira estadual de Turismo, Gabriela Baptistetti, avalia que há necessidade de mão-de-obra na área de hospedagem. “São muitas oportunidades, vamos trabalhar para trazer mais eventos, a cidade tem infraestrutura para isso”, afirma.

Os critérios

São 50 vagas para os alunos que estão cursando a segunda série do ensino médio regular nas escolas públicas estaduais, que tenham entre 15 e 19 anos. Serão classificados os candidatos que atendam aos critérios de renda familiar e currículo escolar, as inscrições estão abertas e devem ser feitas no Cedup até 23 de junho.

Os alunos deverão continuar cursando o ensino regular na escola que estão matriculados e no turno vespertino irão frequentar o curso técnico em hospedagem, que terá duração de um ano. Irão receber bolsa de estudos Assistência estudantil, no valor de R$ 3,75 por hora/aula frequentada. Na avaliação da diretora do Cedup, Simone Lorenzetti, o curso representa um significativo avanço, “é uma conquista para educação profissional dos alunos das escolas públicas”, destaca.

O curso conta com o apoio do Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Chapecó, Convention Visitors Bureau, Prefeitura de Chapecó por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Mais informações para a imprensa:
Andréia Cristina Oliveira
Assessoria de Comunicação
ADR Chapecó
Fone: (49) 99938-6966
E-mail: imprensasdrcco@gmail.com
www.adrs.sc.gov.br/adrchapeco

 

 


Foto: Cidasc Xanxerê

Os primeiros meses de 2017 são favoráveis para a exportação de suínos e Santa Catarina já fatura 45,5% a mais do que no mesmo período de 2016. Entre janeiro e maio deste ano, o estado embarcou 113,2 mil toneladas de carne suína, arrecadando US$ 266,9 milhões. Como maior produtor e exportador de carne suína do país, Santa Catarina busca ampliar as vendas para outros países e foca na conquista por novos mercados.

Em maio, as exportações de suínos chegaram a 20,3 mil toneladas, uma queda de 4,5% em relação a abril. O faturamento foi de US$ 52 milhões, 12,2% a mais do que em maio de 2016. Os principais mercados para carne suína catarinense são a Rússia, China e Hong Kong, que juntos responderam por 67,2% das exportações do estado em 2016.

Para ampliar ainda mais suas exportações, Santa Catarina espera vender carne suína também para a Coreia do Sul, um dos maiores compradores mundiais do produto in natura. Só em 2016, o mercado sul coreano importou 615 mil toneladas de carne suína produzida em outros países e a previsão é que esse número chegue a 630 mil toneladas este ano. Inicialmente, Santa Catarina espera vender, pelo menos, 30 mil toneladas do produto para aquele país.

As receitas com a exportação de carne de frango também tiveram resultados positivos. Em maio, foram US$ 140,4 milhões, superando em 4,2% o mês de abril. A quantidade foi de 71,3 mil toneladas, uma retração de 1,4% em relação ao mesmo período. No acumulado do ano, a avicultura já faturou US$ 710,6 milhões pelo envio de 379,2 mil toneladas de carne de frango. Os principais mercados da avicultura catarinense são o Japão, Países Baixos (Holanda e Bélgica), China, Arábia Saudita e Reino Unido.

Os números foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri).

Produção de Carnes em SC

Com forte tradição na pecuária, Santa Catarina é berço das principais empresas do setor de carnes do Brasil. O estado conta com 18 mil produtores integrados às agroindústrias e o setor de carnes gera quase 60 mil empregos diretos em frigoríficos e indústrias de beneficiamento. Como maior produtor nacional de carne suína e o segundo maior de carne de frango, Santa Catarina atende o mercado brasileiro e o exterior, com presença em mais de 120 países.

Santa Catarina é o único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e, junto com o Rio Grande do Sul, faz parte de uma zona livre de peste suína clássica com certificados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Esse status sanitário diferenciado dá acesso exclusivo aos mercados mais competitivos do mundo, como habilitação para exportar carne suína para Estados Unidos e Japão.

Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/

Página 28 de 77