Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

A homenagem do Governo do Estado a todas as mulheres

A homenagem do Governo do Estado a todas as mulheres

A força, a esperança, a persistência e a superação. Atributos importantes no trabalho, nos estudos e na vida familiar são destacados na mensagem em vídeo divulgada nas redes sociais e compartilhado em grupos de WhatsApp. Foi a maneira que o Governo de Santa Catarina encontrou para homenagear as mais de 3,6 milhões de mulheres catarinenses

 

Oportunidades

Próximos eventos



A Polícia Civil e a Receita Federal do Brasil incineraram em Canelinha, nesta terça-feira, 29, 5.544 quilos de maconha, 4 quilos de skunk e 158 quilos de cocaína na cidade de Canelinha, atendendo decisões exaradas pela Justiça.


F
oto: Marcos Espíndola / FCC

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) sobe a Serra para discutir a preservação do patrimônio. Mais precisamente em Lages, no Colégio Rosa, que recebe nesta terça-feira, 29, e quarta-feira, 30, o Encontro Estadual de Patrimônio Cultural, o primeiro de uma série de ações da FCC para expandir o trabalho no Estado. No primeiro dia, temas como o registro e o panorama do patrimônio imaterial catarinense, os desafios da preservação, processos de tombamento e registros, além de oficinas e palestras reuniram especialistas, estudantes e pesquisadores da cidade no auditório da Fundação Cultural do município.

A organização do encontro é da Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural da FCC, em parceria com a Fundação Cultural de Lages e o Sesc. “A ideia de trazer o Encontro para Lages é o primeiro passo de um trabalho da Diretoria e da FCC em expandir o alcance das nossas ações para todas as regiões do Estado. É mostrar o que fazemos e nos colocarmos à disposição dos municípios”, explica a diretora de Preservação e arquiteta Vanessa Pereira, adiantando que o próximo encontro já conta com um local definido: Chapecó, na região Oeste do Estado.

Além dos temas técnicos que envolvem preservação e legislação sobre patrimônio, o Encontro também possibilita a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelas principais casas que estão sob a gerência da FCC, como a Casa da Alfândega, que montou um estande com artesanatos, a Biblioteca Pública de Santa Catarina e os museus Nacional do Mar, Etnográfico – Casa dos Açores, Histórico de Santa Catarina, de Artes de Santa Catarina (Masc) e da Imagem e do Som (MIS).

Além de ser tema de uma das palestras programadas para o segundo e último dia do encontro, nesta quarta-feira, o MIS será responsável por uma das principais atrações da programação: o Cinema ao Vivo. Ele envolve a exibição de um filme com trilha sonora executada ao vivo. Para a sessão que ocorrerá às 19h, no Teatro do Sesc de Lages, o filme exibido será o clássico Nosferatu, com a trilha composta e executada ao vivo pela banda Skrotes, de Florianópolis. Para experimentar a sensação de como eram as sessões na época do cinema mudo basta retirar os ingressos com antecedência.

A programação do Encontro para esta quarta-feira abre às 9h com palestras sobre o Sistema de Bibliotecas Públicas de Santa Catarina, Preservação de Bens Culturais Móveis, Sistema Estadual de Museus, e segue à tarde com mais debates e oficinas, encerrando às 18h, com a participação do presidente da FCC, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz. A participação no encontro é gratuita.

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura 
Telefone: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial 
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 


Hospital Tereza Ramos em Lages - Foto de arquivo: Pablo Gomes / ADR Lages

Para setembro, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) anuncia novos processos seletivos para 58 vagas em diversas áreas da Saúde em Florianópolis, São José, Joinville, Ibirama e Lages. Dependendo do edital, as inscrições terminam em 1º, 5 ou 13 de setembro. Mais informações no site da Secretaria de Estado da Saúde.


Foto: Jeferson Baldo/ GVG

Uma comissão formada por lideranças do Sul participou na tarde desta terça-feira, 29, de uma audiência com o vice-governador Eduardo Pinho Moreira em Florianópolis. A reunião foi motivada pela preocupação com o anúncio da empresa JBS do encerramento do abate de aves na unidade de Morro Grande, que trará impacto socioeconômico negativo a toda a região.

Segundo o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt e o presidente da Associação de Municípios do Extremo-Sul (Amesc), Valdionir Rocha, a JBS emprega diretamente 720 profissionais de vários municípios. Com o fechamento, 13 milhões de frangos deixarão de ser abatidos por ano, trazendo reflexos ainda no fechamento de mais de 100 aviários.

Durante a reunião, o vice-governador fez um primeiro contato com o representante da JBS em Santa Catarina, que ficou de ir à região conversar com prefeitos, governador e vice-governador. Antes disso, Eduardo Moreira deverá conversar pessoalmente com o representante da empresa em São Paulo, aproveitando uma agenda que deverá ocorrer na próxima semana.

O secretário executivo da ADR Araranguá se diz preocupado com os impactos. “Um grande passo foi dado. Esperamos que a empresa reconsidere este prazo de fechamento anunciado para outubro, e aguardamos em conjunto buscar uma possível alternativa. Estamos preocupados com esta grande perda para a região, porque a avicultura é uma das atividades que mais traz retorno de ICMS aos municípios”, disse Schmidt.

Para o presidente da Amesc, prefeito de Morro Grande, Valdionir Rocha, a audiência foi positiva. “Queremos manter os empregos e toda cadeia produtiva. Repassamos ao vice-governador a importância de uma empresa deste porte aqui no Sul, que movimenta R$ 183 milhões e representa 87% da riqueza de Morro Grande. Esperamos que juntos, possamos encontrar uma saída”, disse.

Também participaram da audiência prefeitos de Araranguá, Mariano Mazzuco Neto, Criciúma, Clésio Salvaro, Forquilhinha, Dimas Kammer, e Nova Veneza, Rogério Frigo; secretário de Estado da Infraestrutura, Luiz Fernando Cardoso; representante da Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca; presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá, Daniel Viriato Afonso; ex-prefeito de Forquilhinha, Vanderlei Alexandre; presidente da Associação dos Avicultores do Sul de Santa Catarina, Emir Tezza, e representante do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e Região, Célio Elias.

Informações adicionais para a imprensa
Leneza Della Krás
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá
E-mail: imprensa@aru.adr.sc.gov.br
Telefones: (48) 3529-0084 / 99183-1799
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrararangua
Facebook: www.facebook.com/regional.ararangua

 


Foto: Rafael Paulo/SAI

O Estado de Santa Catarina foi reconduzido, por unanimidade, para mais um ano na presidência do Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Relações Internacionais (Fórum RI 27), até 31 de dezembro de 2018. O representante do Estado no Fórum é o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond. A gestão de Virmond terminaria no fim deste ano.

“A recondução fará com que as novas presidências do Fórum RI 27, que serão bianuais, coincidam com os ciclos das gestões dos governos do estados”, explicou Virmond, que é o primeiro presidente do grupo desde novembro de 2015, quando foi eleito durante a instalação do Fórum em Florianópolis.

“A presidência do Fórum coloca em evidência a importância que o Governo do Estado dá às relações internacionais em Santa Catarina”, avalia o secretário Virmond. “Vamos reforçar a atuação em conjunto com os gestores estaduais da área internacional para fomentar as relações internacionais em seus estados, ampliando o desenvolvimento socioeconômico a partir do relacionamento com o mundo”, completou.

A definição das gestões bianuais está no regimento interno do Fórum RI 27, aprovado na reunião desta terça-feira, 29, em Belo Horizonte. “Foi uma reunião muito importante porque nela deliberamos o estatuto que irá reger as atividades do Fórum daqui para frente”, disse Virmond.

O Fórum RI 27 é composto por representantes dos estados do Acre, Amapá, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e o Distrito Federal. Na reunião foi formalizada a entrada dos estados de Amazonas, Espirito Santo, Maranhão, Paraíba e São Paulo.

Segundo o representante do Maranhão, há interesse em troca de experiências na área. “O Maranhão espera que tenhamos a oportunidades de discutir estratégias internacionais, pois entendemos que compartilhar experiências e melhores práticas é importante para que o estado consiga avançar no desenvolvimento de negócios internacionais”, pontuou o secretário de estado de programas especiais do Maranhão, Pierre Batista Moraes Januário.

A Fórum RI 27 foi instituído para debater a forma de atuação internacional dos entes federados brasileiros dentro do aspecto jurídico, político e social. A última reunião do grupo ocorreu em setembro de 2016 na Bahia.

Nesta quarta-feira, 30, a programação da reunião conta com a apresentação do governo local sobre a participação social como estratégia de governança e internacionalização de Minas Gerais.

Os participantes do Fórum RI 27 também conhecerão o Startups and Entrepreneuship Ecosystem Development (SEED), projeto com modelo de fomento público único no país, pelo qual empreendimentos em fase inicial de todo o mundo são estimulados ao fazer negócios em Minas Gerais. Outro programa que será visitado é o + Gastronomia, cujo objetivo é preservar as traduções culinárias mineiras, estimulando as exportações dos produtos gastronômicos.

Mais informações para a imprensa:
Rafael Paulo
Assessoria de Comunicação
Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais
E-mail: rafael@sai.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2214 / (48) 99952-4504

Página 298 de 405

Conecte-se