Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Hospital Celso Ramos completa 52 anos com ampliação de serviços e investimentos

Hospital Celso Ramos completa 52 anos com ampliação de serviços e investimentos

Uma das unidades hospitalares mais importantes de Santa Catarina está comemorando 52 anos de funcionamento em meio a um processo de ampliação dos atendimentos, com a oferta de novos serviços. O Hospital Governador Celso Ramos (HGCR) celebra aniversário nesta quinta-feira, 08, após receber investimentos de mais de R$ 1 milhão.

Oportunidades

Próximos eventos

Foto: Maurício Vieira/Secom

O segundo e último dia do evento “Liderança, Previdência e os Crescentes Desafios do Serviço Público” foi totalmente dedicado à questão previdenciária, com três palestras dedicadas ao tema. Subiram ao palco do teatro Pedro Governador Pedro Ivo, em Florianópolis, para falar com os servidores: Otoni Gonçalves Guimarães, ex-diretor de Regimes Próprios de Previdência do ministério da Previdência Social, Alcionei Vargas de Aguiar, auditor fiscal do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), e Célio Peres, diretor-presidente da SCPrev, o sistema de previdência complementar do funcionalismo público.

Na avaliação da Wladimir Dalfovo, organizador do ciclo de palestras e presidente do Sindicato dos Analistas da Secretaria de Estado da Administração (SindiaSea), o balanço dois dias é extremamente positivo, com a discussão de temas relevantes não apenas para os servidores públicos, mas para a sociedade como um todo.

“A participação dos servidores foi muito interessante tanto aqui no teatro quanto por videoconferência e quem assistiu às palestras teve uma grande oportunidade de debater temas importantes e atuais”, disse Dalfovo, acrescentando que as imagens serão disponibilizadas pelo sistema da Diretoria da Escola de Administração Pública (DEAP) para quem não pôde comparecer.

O primeiro palestrante desta terça-feira, 30, foi Otoni Gonçalves Guimarães, ex-diretor de Regimes Próprios de Previdência do ministério da Previdência Social. Ele fez um panorama da atual situação do sistema brasileiro, com foco na aposentadoria dos servidores. Em linhas gerais, demonstrou que o problema é grave, mas que pode ser resolvido através de medidas de gestão.

Confira a galeria de fotos do evento

Logo em seguida foi a vez de Alcionei Vargas de Aguiar, do TCE-SC. Ele seguiu uma linha de raciocínio parecida, mas afirmou serem necessárias mudanças a fim de garantir a continuidade dos pagamentos no médio e longo prazo. O auditor fez também uma provocação aos servidores: “Se isso partir do servidor, seria um grande passo e uma demonstração de maturidade”.

O último a subir ao palco foi Célio Peres, diretor-presidente da SCPrev. Ele fez uma explanação sobre como funciona o sistema e, ao fim, respondeu dúvidas da plateia, falando também sobre os desafios de gestão para o setor.

Liderança em debate

No primeiro dia de palestras, foram debatidos dois temas no Teatro Governador Pedro Ivo. A primeira mesa redonda teve três integrantes do Laboratório de Liderança & Gestão Responsável da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Cristiano José Castro de Almeida, Aulia Esper e Isabella Bertoncini falaram sobre os desafios para os líderes, em especial no âmbito público.

Em seguida, foi a vez da palestrante Helena Salles, que mostrou dados sobre as diferenças ainda existentes entre homens e mulheres no setor público, apontando caminhos para uma efetiva igualdade entre os gêneros.

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Foto: Julio Cavalheiro/Secomde

Santa Catarina conquistou novamente o título de “Melhor estado para viajar no Brasil”, alcançando pela 11ª vez o maior número de votos no 17º Prêmio “O Melhor de Viagem e Turismo 2018/2019”, promovido pela Revista Viagem & Turismo, da Editora Abril.

O estado conquistou a preferência dos viajantes em outras cinco categorias: a capital Florianópolis foi eleita como “Melhor cidade” e “Melhor destino de praia” do país. O Beto Carrero World ganhou na categoria “Melhor parque temático do Brasil”. Dois empreendimentos privados ganharam nas categorias “Melhor Resort” (Costão do Santinho) e “Melhor Hotel Fazenda” (Fazzenda Park Hotel).

Na visão do presidente da Santur, Valdir Walendowsky, esse resultado reflete o trabalho executado pelas ações de promoção turística. “Na divulgação destacamos nossa diversidade cultural e étnica, as belezas naturais e gastronomia. Assim, cada vez mais estamos ampliando o número de visitantes e, consequentemente, o turismo tem se consolidado como uma das principais forças econômicas de Santa Catarina”, comemorou. 

Nesta edição, o prêmio foi dividido em 23 categorias. Ao contrário das edições anteriores, onde havia júri técnico e jornalistas, todos vencedores foram elegidos pelo público. Viajantes e leitores de todo mundo puderam participar por meio de votação no site da revista, entre os dias 18 de julho e 16 de setembro de 2018. No total foram recebidos 4.611 questionários.

Por sete anos consecutivos, entre 2007 e 2013, Santa Catarina recebeu o título de melhor estado para viajar. Em 2014, o vencedor na categoria foi o Rio de Janeiro, anfitrião dos Jogos Olímpicos de 2016. Na edição 2015/2016 nosso estado voltou a se destacar. 

Conheça os vencedores:

Melhor estado: Santa Catarina
Melhor cidade: Florianópolis 
Melhor destino de praia: Florianópolis
Melhor Parque Temático no Brasil: Beto Carrero World
Melhor resort: Costão do Santinho
Melhor hotel-fazenda: Fazzenda Park Hotel (Gaspar)


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Produtores rurais das regiões de Xanxerê e Campos Novos já registram uma produtividade média de 10 toneladas de milho por hectare. Santa Catarina amplia área plantada do grão e deve colher 2,77 milhões de toneladas de milho na próxima safra. As estimativas são do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) e foram apresentadas nesta segunda-feira, 29, ao secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, e representantes do setor cooperativista catarinense.

A produtividade média das lavouras catarinenses está estimada em 8,15 toneladas/hectare – o maior rendimento do Brasil – e a expectativa é de que até 2020 todas as regiões alcancem a produtividade de Campos Novos e Xanxerê. “Com sementes de alto valor genético e com alto padrão de produtividade, nós esperamos uma safra muito boa. Os produtores catarinenses investem cada vez mais em tecnologias e, se o clima for favorável, nós vamos fazer da safra 2018/19 um recorde na produção”, ressalta o secretário Airton Spies.

Segundo as estimativas da Epagri/Cepa, Santa Catarina terá um aumento de 8,16% na produção de milho na próxima safra e de 5,8% na área plantada – que chegará a 340,3 mil hectares. O incremento na safra pode ser explicado pela alta nos preços do milho no início deste ano, que acabou incentivando os produtores a investirem no plantio do grão, e também pela necessidade da rotação de culturas nas plantações de soja para evitar pragas.

O milho é o grão de ouro para Santa Catarina, fundamental para abastecer as cadeias produtivas de proteína animal. O agronegócio catarinense consome aproximadamente sete milhões de toneladas de milho por ano – sendo que, mais de quatro milhões de toneladas são importadas de outros estados.

Produtividade
Desde 2013, Santa Catarina já ampliou em 19% a produtividade das lavouras de milho, ou seja, os produtores hoje colhem em média 1,3 toneladas a mais por hectare. A cada ano, o ganho foi de 185 quilos/hectare.

Convênio Cooperativismo
O sistema cooperativista catarinense receberá as informações da Epagri/Cepa. Um convênio assinado entre a Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) e a Epagri dará viabilidade a um sistema unificado de informações agrícolas.

O projeto dará subsídios para que as cooperativas tomem as melhores decisões. “Hoje, os agricultores têm dificuldade ao acesso a informações, que se encontram descentralizadas em diferentes fontes de pesquisa e, muitas vezes, não estão relacionadas. Esse termo de cooperação trará ganhos inestimáveis para o setor e para as cooperativas, dando mais segurança para investimentos e garantindo competitividade”, comenta o presidente da Ocesc, Luiz Vicente Suzin.
O termo prevê, até 2023, a modelagem de sistemas de preço, safras, estatística agropecuária, além de monitoramento de commodities, missões técnicas prospectivas, reuniões de avaliação e prospecção de estudo em gestão da informação e conhecimento socioeconômico na agropecuária.

“O lucro do produtor rural está no detalhe. E o acesso à informação faz uma grande diferença na tomada de decisões dos produtores. Essa parceria entre cooperativas e Epagri/Cepa diminui a assimetria no acesso à informação e irá render bons frutos para Santa Catarina”, destaca o secretário Spies.

Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/

Foto: Saul Oliveira/Secom

O Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra), por meio da Consultoria de Licitações (Colic), realizou, nesta terça-feira (30), a abertura da licitação que irá selecionar a empresa responsável pela execução de serviços de supervisão das obras de manutenção das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos, numa extensão total de 2.478,11 metros.

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira recebeu nesta segunda-feira, 29, na Casa D’ Agronômica, o governador eleito Carlos Moisés da Silva para tratar das primeiras ações após a eleição. Moreira colocou à disposição um espaço dentro do Centro Administrativo onde a equipe do governador eleito inicia a transição para a nova gestão a partir desta terça-feira, 30. O secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, fica encarregado de coordenar o processo, junto com os representantes do grupo gestor e da equipe de Moisés.

Moreira ressaltou que as informações serão fornecidas com agilidade e de forma absolutamente transparente. “O tempo é curto até a posse do novo governador e ele precisa concretizar as expectativas da campanha junto à sociedade catarinense”, observou.

O governador eleito agradeceu o gesto de Moreira e disse que os trabalhos de transição iniciarão imediatamente.“Estamos definindo com quem vamos conversar inicialmente no governo (para o processo de transição), a partir da Fazenda, Planejamento e Administração. Tudo isso para que possamos receber as informações e propor as mudanças necessárias que entendemos que devem ser implementadas a partir já dos próximos meses a fim de recebermos um governo em janeiro com o alinhamento necessário”, disse Moisés.

Os integrantes do grupo gestor do governo – formado pelas secretarias de Estado da Fazenda, Planejamento, Administração e Casa Civil, além da Procuradoria Geral — vão auxiliar na transição. “Esse grupo detém uma verdadeira radiografia de Santa Catarina, com informações essenciais para a implementação do plano de governo do novo gestor”, salientou Moreira ao reafirmar que estará à disposição para, caso seja solicitado, autorizar mudanças administrativas, com vigor a partir de janeiro de 2019.

Redução da máquina pública

Eduardo Pinho Moreira avalia que o novo governador terá pela frente um desafio inevitável: reduzir o tamanho da máquina pública. Com a arrecadação em ritmo lento, foi essa uma das principais marcas da gestão atual, levando em conta medidas de contenção e os próprios impedimentos da lei eleitoral para novas despesas.

Os ajustes de gestão e o controle rigoroso do gasto público, segundo Eduardo Pinho Moreira, surtiram efeito positivo. “Pegamos o governo com um déficit na casa dos R$ 2 bilhões e queremos entregá-lo, em dezembro, com a dívida reduzida a mais da metade, em cerca de R$ 700 milhões”, concluiu.

Página 6 de 324