Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Desde que foi criada, em 27 de novembro de 1979, a Cidasc trabalha para promover o agronegócio regional e o desenvolvimento das cadeias produtivas por meio da sanidade animal, vegetal e inspeção de produtos de origem animal, com o objetivo garantir a excelência sanitária dos rebanhos e lavouras do Estado.

Oportunidades

Próximos eventos

Foto: Jonas Pôrto/Udesc

O resultado da Chamada Universal nº 028/2018, que destinará R$ 200 milhões a 5.572 projetos de pesquisa para o desenvolvimento científico, tecnológico e da inovação no País, em qualquer área do conhecimento, foi anunciado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

Para este ano, a chamada incluiu bolsas de fomento tecnológico entre as modalidades permitidas e liberou o número de bolsas a serem solicitadas por projeto, desde que o valor total da proposta ficasse dentro do limite estabelecido para cada faixa. A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) teve projetos de 22 professores selecionados nesse edital, sendo nove na faixa até R$ 30 mil, oito na faixa até R$ 60 mil e cinco na faixa até R$ 120 mil.

Confira a lista:

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) pelo e-mail proppg.reitoria@udesc.br e pelo telefone (48) 3664-8170.

Siga as novidades da universidade pelo FacebookInstagramTwitterUdesc em RedeWhatsApp e YouTube. Se você é acadêmico, acesse office.udesc.br para ganhar conta de e-mail, Office 365 e Windows 10 Educacional.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010

Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, votou favorável à tese de Santa Catarina durante o julgamento, nesta quarta-feira, 12, da ação ajuizada pelo Estado que questiona a definição da área marítima para fins de pagamento de royalties do petróleo. Ele concordou totalmente com a Procuradoria Geral do Estado (PGE) de Santa Catarina ao afirmar que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) usou um critério ilegal na demarcação dos limites marítimos, o que beneficiou o Paraná em prejuízo dos catarinenses.

O julgamento da ação, entretanto, foi suspenso pelo pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes. Em junho, o ministro Luís Roberto Barroso já havia votado pela procedência parcial da ação contra o IBGE, Paraná e São Paulo. Naquela oportunidade, foi Marco Aurélio quem pediu vista. 

No seu voto, nesta quarta-feira, Mello afirmou que os técnicos do Instituto adotaram uma solução alternativa, sem nenhum amparo legal, elegendo um método diverso à lei. Isso porque as linhas que definem o ‘mar paranaense’ se cruzam antes da plataforma marítima continental, formando uma área de sobreposição. Em vez de seguir esse critério, o IBGE traçou uma linha perpendicular até as 200 milhas, abandonando a legislação.

Confira o vídeo institucional sobre o tema:

- CLIQUE PARA CONHECER TODOS DETALHES DO PROCESSO INICIADO EM 1991

Assim, após uma leitura do voto de cerca de uma hora, ele determinou que o órgão refaça a delimitação marítima dos estados para fins de distribuição dos royalties e condenou São Paulo e Paraná a ressarcir Santa Catarina pelos recursos recebidos indevidamente em valores a serem apurados na execução da sentença. Ao mesmo tempo, condenou ambos estados e o IBGE a reembolsarem Santa Catarina pelos gastos com honorários periciais e advocatícios.

Após o voto de Marco Aurélio, o ministro Barroso pediu a palavra e, depois de justificar o seu voto em junho, elogiou o trabalho dos procuradores catarinenses. “Deve ser registrado que Santa Catarina pleiteou seu direito com obstinação e competência”.

Acompanharam o julgamento no plenário do STF, os procuradores do Estado Gian Marco Nercolini e Weber Luiz de Oliveira. A retomada do julgamento ainda não tem data marcada.

Informações adicionais para a imprensa
Billy Culleton
Assessoria de Imprensa 
Procuradoria Geral do Estado - PGE
E-mail: billyculleton@gmail.com
Fone: (48) 3664-7650 / 98843-2430
Site: www.pge.sc.gov.br

Foto: Maurício Vieira/Secom

O secretário de Estado da Comunicação, Gonzalo Pereira, deu início nesta terça-feira, 11, ao processo de transição para o novo governo com o futuro chefe da pasta, o jornalista Ricardo Dias. A partir de janeiro, a Comunicação passará a ser uma Secretaria Executiva, vinculada à Secretaria de Estado da Casa Civil.

Na reunião desta terça, segundo encontro entre Pereira e Dias, os dois jornalistas trataram de temas relacionados ao funcionamento da Secretaria, tais como equipe, dinâmicas de trabalho, desafios futuros e as conquistas recentes, como a economia de recursos públicos em 2018. Na sexta, 07, quando foi anunciado pelo governador eleito Carlos Moisés da Silva, o futuro secretário já havia feito um encontro de trabalho preliminar com o atual chefe da pasta.

“Estamos realizando uma transição de portas abertas. O secretário Ricardo já está aqui dentro, convivendo e tomando pé das atividades desenvolvidas pela Secom. Nosso objetivo é que ele assuma com pleno conhecimento operacional”, afirmou Gonzalo Pereira.

Dias, por sua vez, agradeceu à abertura dada e disse que o foco é o mesmo do governador eleito: entregar serviços e informação de qualidade à população.

“Esse primeiro momento é para conhecer a estrutura que já está em funcionamento. A partir do dia 1º de janeiro, nossa missão é garantir uma operação que tenha os recursos humanos e financeiros para garantir uma comunicação pública de excelência a todos os catarinenses”, afirmou Dias.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br


Foto: Jeferson Baldo/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira recebeu, na manhã desta quarta-feira, 12, no gabinete do Centro Administrativo, representantes da empresa de papel WestRock para conhecer o projeto de ampliação da unidade instalada no município de Três Barras, com investimentos previstos de US$ 345 milhões. A equipe veio agradecer o apoio do Governo do Estado, desde o início das conversas, há mais de dois anos. Uma agenda aberta entre os investidores e o Governo possibilitou a celeridade de encaminhamentos e liberação de licenças ambientais para a execução do projeto de ampliação.

Foto: Maurício Vieira/Secom

A terça-feira, 11 de dezembro, foi de celebração para a imprensa catarinense. Com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira, autoridades de distintas áreas e profissionais de diversos meios de comunicação, foi inaugurada e entregue a Casa do Jornalista, espaço que servirá como sede da Associação Catarinense de Imprensa (ACI) e do futuro Memorial da Imprensa Catarinense, em Florianópolis.

“A história precisa ser preservada. E essa casa é um local ideal para reuniões e para se planejar o futuro, mas também para resgatar a memória da imprensa”, disse o governador, que aproveitou a oportunidade para dizer que fará na Casa do Jornalista o balanço da sua gestão na próxima sexta-feira, dia 14.

Segundo o presidente da ACI, Ademir Arnon, a ideia da entidade é transformar o espaço em um centro de inovação e debates, onde jornalistas e comunicadores poderão discutir perspectivas e o futuro da profissão. “Essa é uma luta de vários anos. Entendo que esse é um marco para a comunicação catarinense. Teremos aqui um espaço que servirá para o aperfeiçoamento profissional e preservação da memória. Não há como se planejar o futuro sem conhecer o passado”, afirmou Arnon.

O evento contou com a presença de autoridades de diversas áreas, entre elas o presidente do Tribunal de Justiça (TJ-SC), Rodrigo Collaço, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC), Ricardo Roesler, o presidente eleito da seção catarinense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC), Rafael Horn, o CEO da NSC, Mário Neves, o diretor de Conteúdo do RIC Record, Luis Meneghin, os secretários de Estado Gonzalo Pereira (Comunicação) e Tufi Michreff Neto (Turismo, Cultura e Esporte), o futuro secretário executivo de Comunicação, Ricardo Dias, reprensentado o governador eleito, além de presidentes e diretores de diversas entidades empresariais.

A Casa do Jornalista está localizada na Rua Rui Barbosa, no bairro Agronômica, em Florianópolis. O espaço foi cedido à ACI pelo governo do Estado, que também se responsabilizou pela reforma do local, em sistema de comodato. O projeto foi iniciado ainda no mandato do governador Luiz Henrique da Silveira, já falecido, e que foi lembrado pelas autoridades presentes.

Além do memorial no segundo piso, funcionarão no local a sede administrativa da ACI e um auditório com capacidade para 90 pessoas.

Informações adicionais para a imprensa

Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Página 2 de 340