Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

O Governador Raimundo Colombo dá sua mensagem de agradecimento pelo ano que passou e os votos de um feliz natal e próspero ano novo.

Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Julio Cavalheiro/Arquivo Secom

A exposição excessiva ao sol durante o verão pode trazer algumas consequências graves para a pele. Além da vermelhidão indesejada, em casos mais críticos pode acontecer insolação e queimadura. Outra preocupação é com a desidratação, quando há a perda de água do corpo.

“É comum que nessa época do ano as pessoas fiquem mais tempo no sol, mas é importante ter a consciência que entre as 10h e as 15h não é o período para se expor’’, explica o médico Gustavo de Araújo. Outro fator é o uso de filtro solar. ‘’Mesmo em sombras e em dias nublados é necessário passar protetor solar em qualquer tipo de pele’’, informa.

A insolação pode fazer com que a pele perca a sua funcionalidade de proteção. “Temos até alguns casos de queimadura da pele, quando o indivíduo não se protege adequadamente’’, explica Gustavo. A vermelhidão da pele e a temperatura corporal alta são alguns sintomas da insolação. 

Além da exposição ao sol, a desidratação pode ser causada por outros fatores como diarreia ou vômito. O cuidado com a alimentação e ingestão de líquidos é a principal medida preventiva para se evitar a desidratação durante o verão. ‘’A boca seca e a urina mais concentrada, baixo volume de urina, além de fezes líquidas são os principais sintomas. Por isso é fundamental que se saiba a procedência dos alimentos consumidos e ingerir muita água durante o dia’’, ressalta o médico.

O uso de produtos caseiros para tratar a insolação e a desidratação não são recomendados. No caso da insolação, o ideal é passar água corrente em temperatura ambiente. “O uso de sabonete ou pasta de dente pode até piorar a situação de isolação. Além da água em temperatura ambiente, é possível passar produtos específicos, como pós-sol’’. Quanto à desidratação, a orientação é ingerir líquidos, de preferência água, alimentos leves ou em casos extremos procurar uma unidade básica de saúde.

Informações adicionais para a imprensa:
Guilherme Pereira
Serviço de Rádio da Secretaria de Estado da Comunicação
Contato: (48) 3665-3003 / 3665-3051
E-mail: radio@secom.sc.gov.br


Foto: Jaqueline Noceti/Arquivo Secom

Mesmo não sendo um ano fácil para nenhum governo em razão do cenário econômico ainda desfavorável, em 2017 o Estado de Santa Catarina obteve ótimos resultados e a Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo faz um balanço muito positivo das ações no ano passado.

A conquista mais vultuosa para a região foi a conclusão da revitalização do último trecho da SC-157, numa extensão de 25,6 quilômetros entre Quilombo e Formosa do Sul, onde foram investidos R$ 54,7 milhões. Somado aos outros dois trechos das regiões de Chapecó e São Lourenço do Oeste, foram revitalizados todos os 96 quilômetros da rodovia, com investimento total de R$ 185 milhões.

“A SC-157 é a segunda maior obra em valor no Estado, e hoje tem o reconhecimento da sociedade. Um dos maiores gargalos que a gente tinha era o abastecimento de água, que já melhorou muito e está sendo solucionado, e nós conseguimos, como região, não aumentar o índice de desemprego, conseguimos melhorar bastante a produção de suínos, aves e de grãos, também aumentamos muita nossa bacia leiteira. Isso foi graças ao que o Governo fez nos últimos sete anos com os programas da agricultura, principalmente o Juro Zero”, avalia o secretário executivo da ADR de Quilombo, Jaksom Castelli.   

Na educação, também houve grandes avanços na região. Entre eles, se destacam a abertura do primeiro curso público de ensino superior no polo Universidade Aberta do Brasil (UAB) de Quilombo e a conquista do Curso Técnico em Agropecuária para a Casa Familiar Rural (CFR) Santo Agostinho. “São dois fatos relevantes que talvez não gerem resultado neste ano, mas sim no futuro”, diz Jaksom.

O curso de Pedagogia começou no segundo semestre de 2017, e a ADR trabalha para trazer novos cursos em 2018. O curso técnico da CFR foi autorizado em 2017 e abriu matrículas em novembro para o ano letivo 2018. Durante o recesso de fim de ano, algumas escolas estaduais também recebem melhorias e serviços de manutenção que perfazem um total de R$ 92,8 mil.

Esporte

Além de realizar a 33ª edição dos tradicionais Jogos Escolares da Amizade (JEA) e sediar a seletiva regional dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, a ADR trabalhou intensamente em conjunto com o município de Quilombo para que a cidade fosse eleita pelo Conselho Estadual de Esporte para sediar a fase final do Moleque Bom de Bola 2018.


JEA. Foto: Vinicios Ranzan/ADR Quilombo

Mobilidade

O Governo do Estado também apoiou Quilombo em investimentos na infraestrutura urbana, como o convênio já assinado no valor de R$ 104,9 mil para obras de drenagem, readequação e passeio público na Rua Regina Sponchiado e a pavimentação asfáltica das ruas João Goulart, Matilde Alba Pedott, Guaporé e Paulo Pasquali, em que a ADR investiu R$ 242 mil. O interior de Quilombo também contou com a ajuda de R$ 100 mil em 2017, que foram repassados para o município realizar a manutenção de estradas.

Abastecimento de água

Antes destas e outras ruas terem sido asfaltadas, a Casan substituiu a rede de distribuição de água nestes locais por tubulações novas, duplicadas e sob o passeio, não mais sob a via. Esse mesmo serviço foi realizado em diversas ruas em que ocorriam constantes vazamentos, o que vai reduzir os rompimentos da tubulação e facilitar as eventuais manutenções.

A companhia ainda perfurou e colocou em funcionamento um poço ao lado da praça municipal com vasão de 27 mil litros/hora, instalou a rede adutora para que a água do poço abasteça o reservatório principal no Bairro Santa Inês e uma adutora do reservatório aos bairros Bela Vista e Nova Esperança, cruzando o centro e aumentando a pressão nestas regiões. Entre outras ações para melhorar o abastecimento na cidade e interior de Quilombo, a Casan substituiu aproximadamente 15 mil metros de tubulação, e o reflexo é uma redução drástica nos problemas enfrentados nos últimos anos.

Menos Juros

No último trimestre do ano passado, foi lançado um novo programa de incentivo aos agricultores que se enquadram no Pronaf, o Menos Juros, em que o agricultor contrai o financiamento com prazo de oito anos e o Governo do Estado paga os juros. A Regional de Quilombo tem uma cota de R$ 2,97 milhões no programa, dividida proporcionalmente pelo número de habitantes de cada município. Até o início de dezembro, 17 produtores já haviam sido beneficiados.

“Estas foram as ações mais relevantes durante o ano, entre obras com grande volume de recursos como a SC-157, investimentos feitos no passado e que agora colhemos os frutos, como o Juro Zero, e também outras ações que não desprendemos muitos recursos, mas temos certeza que trarão resultados futuros, como a implantação da Udesc e o curso técnico em agropecuária”, finaliza o secretário Jaksom. 

Informações adicionais para a imprensa
Vinicios Antonio Ranzan
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Quilombo
E-mail: assessoriadecomunicacao@qbo.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3346-2426 / 99152-8098
Site: sc.gov.br/regionais/quilombo


Obras da Penitenciária Feminina em Criciúma. Foto: Denise Lacerda/SJC

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) tem dedicado atenção especial à mulher presa com um planejamento a médio e longo prazo. A SJC está construindo quatro unidades femininas com todas as condições adequadas ao público feminino (segue a relação abaixo) - entre elas uma penitenciária (primeira unidade feminina para mulheres condenadas no Estado e construída com recursos estaduais) prevista para inaugurar em 2018, com toda a infraestrutura necessária para atender às mulheres presas com creche, berçário, brinquedoteca e espaços para estudo e trabalho. Também está prevista a ordem de serviço para outra unidade feminina no Sul do estado: o Presídio Feminino em Tubarão, com mais 224 vagas.

“Estamos trabalhando para entregar espaços físicos adequados, penitenciárias e presídios femininos de acordo com as particularidades da mulher  (como a sala de aleitamento). Com as quatro unidades femininas, criaremos mais de 1,3 mil vagas exclusivas para as mulheres. Isto não está sendo feito em nenhum outro estado do Brasil”, orgulha-se a secretária de Estado da Justiça e Cidadania, Ada Faraco de Luca.

Relação de Obras –  Unidades Femininas

Penitenciária Feminina de Criciúma - Recursos Pacto Por SC - 286 vagas
Presídio Feminino de Chapecó - Recursos federais do Depen - 286 vagas
Presídio Feminino de Itajaí - Recursos federais do Depen - 286 vagas 
Presídio Feminino de Joinville - Recursos federais do Depen - 286 vagas 

Informações adicionais para a imprensa
Denise Lacerda
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania - SJC
E-mail: deniselacerda@sjc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-5810 / 99152-6934
Site: www.sjc.sc.gov.br

 

 

 


Foto: Estela Stange Purnhagen/Arquivo ADR Taió

O balanço das ações do Governo do Estado, desenvolvidas ao longo de 2017 em Taió, Pouso Redondo, Santa Terezinha, Salete, Rio do Campo e Mirim Doce, municípios de abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), de Taió, foi divulgado pelo secretário executivo Jardel Fronza nesta terça-feira, 2. O destaque do ano na região foi a inauguração da reforma e ampliação do Hospital e Maternidade Dona Lisette, em Taió, com investimentos de R$ 1,1 milhão do InvetSaúde.

“As obras no hospital foram essenciais para que a unidade continue prestando serviços de qualidade à população taioense e da região”, disse o secretário. As melhorias na unidade totalizam 729 metros quadrados. A cozinha foi totalmente revitalizada e passou a contar com uma sala para preparação de nutrição dietética, atendendo às normas da Vigilância Sanitária. A lavanderia também foi ampliada e recebeu novos equipamentos, adquiridos por meio de convênio com o Estado. Além disso, foram criados espaços adequados para a instalação do aparelho de densitometria óssea e de um tomógrafo computadorizado, cedidos pela Secretaria de Estado da Saúde. 

O Hospital Annegret Neitzke, de Pouso Redondo, recebeu R$ 200 mil, que foram destinados ao custeio e manutenção dos serviços. Uma ambulância semi-nova para o transporte de pacientes também foi viabilizada para o município.

Ainda na área da Saúde, o programa Tratamento Fora de Domicílio (TFD) intermunicipal e interestadual viabilizou consultas de diversas especialidades para pacientes da região e com medicação judicial foram atendidos 389 pacientes durante o ano. A Vigilância Sanitária foi responsável por promover e proteger a saúde e prevenir doenças por meio de estratégias e ações de educação e fiscalização, junto aos municípios.

Infraestrutura

Na área da Infraestrutura, destaque para a realização da conservação nas rodovias estaduais pavimentadas e não pavimentadas de abrangência da ADR, com investimentos do Governo do Estado no valor de R$ 346,8 mil. A malha viária sob a jurisdição da Regional é de 106 quilômetros de rodovias pavimentadas e 40 quilômetros não pavimentados. “As estradas foram atendidas com serviços de patrolamento, limpeza, roçada e tapa buracos. Acompanhamos a execução das obras, que foram realizadas com qualidade, proporcionando segurança aos usuários”, disse o secretário executivo Jardel Fronza.

Com Taió, foi assinado convênio de R$ 252,7 mil para revitalização da ponte da Barragem Oeste, e outro no valor de R$ 63 mil para contratação de serviços de máquinas e equipamentos para melhorias na SC-350, no trecho de 10 quilômetros até o município de Rio do Oeste.

Para a recuperação de três pontos críticos da Rodovia SC-114, em Salete, foram disponibilizados R$ 1,2 milhão. A prefeitura recebeu ainda, R$ 399,7 mil para reforma e ampliação do Centro de Educação Infantil (CEI) Pequeno Príncipe.

Educação

Na Educação, uma das obras mais aguardadas pela comunidade escolar de Taió teve a autorização para iniciar: a reforma e ampliação da Escola de Educação Básica Leopoldo Jacobsen. A estrutura vai passar por reforma completa em uma área de 1.054,66 e ampliação em três pavimentos com a área de 2.541,29m². O investimento do Governo do Estado por meio do Pacto pela Educação será de R$ 3,2 milhões.

A EEB Roberto Heinzen, localizada na comunidade de Santa Margarida, em Salete, está recebendo melhorias na estrutura da cobertura do pátio; a EEB Letícia Possamai, de Pouso Redondo, foi beneficiada com a colocação de grades de proteção sobre o muro da escola; e para a EEB Pe. João Kominek, de Santa Terezinha, foram liberados recursos para a elaboração do projeto elétrico.

Contratos para a execução de serviços de limpeza de caixas d’água, desratização e dedetização, limpeza de fossas sépticas e caixas de gordura também foram assinados e vão atender todos os educandários. “Alguns projetos para melhorias em nossas escolas estão em fase de análise e a expectativa é que sejam liberados ainda no primeiro trimestre de 2018”, comemorou o secretário executivo.

Para o custeio e manutenção das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) de Taió, Pouso Redondo, Salete e Rio do Campo, foram repassados o montante de R$ 284 mil. Os investimentos na alimentação escolar para os estudantes da rede estadual chegam a R$ 1,7 milhão, onde a agricultura familiar é responsável por cerca de 30% dos alimentos fornecidos. A ADR repassou ainda R$ 1,6 milhão para o transporte escolar dos alunos da rede municipal e estadual da região. Salete foi beneficiada com um ônibus para o transporte escolar.

Capacitações e cursos de formação continuada para os educadores e gestores, além das Feiras Regionais de Matemática e de Ciências e Tecnologia, também foram ações realizadas durante o ano. Em parceria com a Fesporte, foram organizadas e realizadas diversas competições esportivas, com a participação de estudantes da rede pública e particular de ensino.

Defesa Civil

O Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres Regional (Cigerd Regional) foi instalado no terreno da Barragem Oeste e deve entrar em funcionamento em janeiro de 2018. O Cigerd será a sede do coordenador regional, que atende os 15 municípios pertencentes às ADRs de Taió e Ibirama. Os centros fazem parte da estruturação da Defesa Civil de Santa Catarina. Eles estarão interligados com o Cigerd em Florianópolis, por meio de videoconferência.

Agricultura

O Programa Menos Juros teve os dois primeiros pedidos de pré-enquadramento assinados no valor de R$ 130 mil, para que os agricultores invistam em suas propriedades, agregando valor a produção. No total, os seis municípios têm a cota disponível de R$ 6,3 milhões.

Alem disso, agricultores da região foram beneficiados com o programa Terra Boa, que distribuiu 6,5 mil bolsas de sementes de milho, kits forrageiras, kits apicultura, sementes de hortaliças e produto para o combate ao borrachudo. As 14,2 mil toneladas de calcário foram distribuídas para aproximadamente mil produtores.

Santa Terezinha, Rio do Campo e Mirim Doce receberam recursos financeiros para a realização de eventos para a agricultura familiar e material para melhoramento genético dos rebanhos. Um trator foi viabilizado para o município de Santa Terezinha, que também irá beneficiar a agricultura familiar.

Fundam

A revitalização da Rua Coronel Feddersen em Taió foi concluída. O trecho de 1,5 quilômetro (entre o Banco do Brasil e o trevo dos Correios) recebeu novas calçadas e pista de rolamento com paver, e teve investimentos no valor de R$ 2,6 milhões. Já para o Centro de Educação Infantil (CEI) Boa Vista, em Pouso Redondo, foram disponibilizados recursos na ordem de R$ 1,6 milhão e as obras estão em fase de conclusão. A nova creche terá 1.023,62m² de área construída e capacidade para atender em torno de 200 crianças.

O secretário Jardel Fronza destacou que as conquistas da ADR para os municípios foram explanadas durante o ano, nas sessões das Câmaras de Vereadores da região. “Os gerentes também iniciaram o roteiro nas Câmaras para detalhar as ações de suas pastas e que ajudaram a promover o desenvolvimento regional. A ADR está sempre trabalhando para atender aos anseios e proporcionar melhor qualidade de vida para a população do Vale Oeste”, disse.

Para finalizar, o secretário falou da importância do Conselho de Desenvolvimento Regional, do Programa Crescendo Juntos e do Colegiado Regional de Governo, que reúnem e mobilizam lideranças regionais, servidores, órgãos públicos e a comunidade, para discutir e planejar as ações para a região. 

Informações adicionais para a imprensa:
Estela Stange Purnhagen
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Taió
E-mail: informacao@tao.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3562-8411 / 98801-6642
Site: sc.gov.br/regionais/taio


Fotos: Nery Nader Jr./ADR Mafra

O Governo do Estado divulgou um balanço das ações desenvolvidas ao longo de 2017 nas sete cidades de abrangência da ADR Mafra. O destaque do ano na região foi o avanço das obras de pavimentação da rodovia SC-477, que vai ligar Papanduva a Doutor Pedrinho, encurtando em aproximadamente 100 quilômetros o trajeto entre o Planalto Norte e o Vale do Itajaí. Com um investimento de R$ 225 milhões, a obra já está com quase 80 dos seus 100 quilômetros pavimentados e irá beneficiar vários municípios da região da ADR Mafra, como Monte Castelo, Papanduva, Itaiópolis e Rio Negrinho, além de municípios de áreas de abrangência de outras ADRs.

Outra importante obra de infraestrutura na região foi inaugurada em dezembro. A Rodovia dos Móveis, SC-418, importante via de escoamento para a produção de móveis dos municípios de São Bento do Sul, Campo Alegre e Rio Negrinho, foi totalmente revitalizada, contribuindo também para melhorar a mobilidade dos moradores da região e o comércio da área urbana que a rodovia atravessa. São 12,3 quilômetros, sendo que um pequeno trecho está localizado no acesso oeste de São Bento do Sul e outro interliga o município ao distrito de Fragosos, em Campo Alegre, na divisa com o Paraná. A obra recebeu investimentos na ordem de R$ 30 milhões.

 

São Bento do Sul - Cedup Padre Afonso Robl foi inaugurado em 2017

Em 2017 também foi inaugurado o Cedup Padre Afonso Robl, em São Bento do Sul, com capacidade para atender 1,2 mil alunos da região. A estrutura possui 3,5 mil metros quadrados, 12 salas de aula, seis laboratórios para atividades de pesquisa e extensão, duas oficinas, biblioteca, auditório com 200 lugares, ginásio de esportes, salas para atividades administrativas, refeitório, cozinha, depósito e almoxarifado. O espaço conta ainda com estacionamento e área de convivência. O investimento chegou a R$ 8,6 milhões do Ministério da Educação (MEC), por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e contrapartida do Governo do Estado via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Atualmente, o Cedup conta com gestão compartilhada com a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Outra cidade da região que terá um novo Cedup é Mafra. A obra, que estava paralisada, foi relicitada, sendo retomada no segundo semestre de 2016 e concluída no fim de 2017. Com um investimento total de mais R$ 11 milhões, o Cedup de Mafra está pronto e deverá ser inaugurado no início do próximo ano letivo, beneficiando alunos de toda a região. Sua estrutura física é praticamente a mesma do Cedup de São Bento do Sul, mas a diferença no investimento se justifica pelo relevo do terreno, que exigiu adequações substanciais no projeto.

Outro investimento na área da educação, que visa beneficiar toda a região, é a ampliação do Centro de Educação do Planalto Norte (Ceplan) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). A nova estrutura, que conta com investimento de R$ 8,5 milhões, terá dois novos prédios que vão ocupar uma área de 4,8 mil metros quadrados, com 32 salas de aulas e laboratórios, 32 salas de professores, oito salas para secretarias, reuniões, diretório e videoconferência e dois anfiteatros.

Também em dezembro, a Secretaria da Defesa Civil entregou, em Rio Negrinho, 20 casas modulares para famílias que estavam em área de risco. Cada moradia custou ao Estado R$ 62.250,00, totalizando R$ 1.245.000,00, com recursos do Fundo Estadual de Proteção e Defesa Civil (Fundec).

Mais informações para a imprensa:
Nery Nader Jr.
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Mafra
E-mail: imprensa@mfa.sdr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3647-0017 / 99240-5668
Site: sc.gov.br/regionais/mafra

Página 11 de 248