Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

No programa "Com a Palavra, o Governador", Raimundo Colombo fala sobre a entrega da SC-157 no Oeste do estado, do primeiro mês da nova rota internacional no Porto de Imbituba, da operação de transferência de carga da Ponte Hercílio Luz e sobre a Jucesc Digital.


Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo anunciou nesta terça-feira, 11, durante reunião com secretários do Grupo Gestor de Governo, a autorização para o pagamento de 50% do 13º salário de 2017 para todos os servidores do Estado no próximo dia 27 de julho.

De acordo com cálculos da Secretaria de Estado da Fazenda, com o pagamento do salário de junho feito no dia 30/06, mais a primeira parcela do 13º salário no dia 27/07 e o salário de julho no dia 31/07, o Governo do Estado vai colocar na economia R$ 2,35 bilhões no intervalo de apenas um mês.


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo recebeu na tarde desta terça-feira, 11, no Centro Administrativo, em Florianópolis, documento do Comitê SC Biogás que resume o trabalho realizado para elaboração do plano SC Biogás. O objetivo é produzir energia alternativa, principalmente por meio de dejetos de suínos, para retirar do meio ambiente a biomassa produzida pela indústria agropecuária.


Arte: Ascom/Cidasc

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) está empenhada em eliminar a tuberculose dos rebanhos de Santa Catarina e reduzir as perdas de produtividade no campo.

Os bovinos com tuberculose são encaminhados para abate sanitário e o produtor que cumpre a legislação é indenizado pelo Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa). Quanto mais rápido se encontrarem os animais positivos, menor é o prejuízo da propriedade e mais rápido é solucionado o problema.

Sobre a doença

A tuberculose é uma doença que atinge, principalmente, os bovinos e bubalinos e pode causar emagrecimento, tosse e queda na produção de leite. É comum a condenação de carcaça em abatedouros por achados de lesões sugestivas de tuberculose. A doença pode atingir outras espécies de animais, inclusive o homem.

A contaminação nos animais se dá de várias formas, seja pelo contato direto quando os animais se lambem, contato com a água e alimento contaminado por animal doente, quando o animal doente tosse perto de outro sadio, durante alimentação no cocho por contato direto e alimentação com soro de leite contaminado, pois o terneiro pode se contaminar ao mamar ou ao receber leite de outra vaca doente.

Para saber se os animais estão doentes, é preciso ficar atento a alguns detalhes, como a diminuição de produção leiteira nas fêmeas, tosse constante e resistente a tratamentos, além do emagrecimento na fase final da doença.

Suspeita da doença

Quando houver suspeita da doença, o produtor deve procurar um médico veterinário habilitado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para realizar exames. Os escritórios da Cidasc possuem a lista dos nomes e contatos dos médicos veterinários habilitados.

O exame é feito mediante a duas visitas de um mesmo médico veterinário à propriedade. No primeiro dia, é feita uma inoculação no animal, depois de 3 dias, ocorre a segunda visita para fazer a leitura da reação em cada animal por meio de um equipamento apropriado.

Contaminação humana

A contaminação nos humanos se dá com contato direto com animais doentes, ao tomar leite cru ou comer queijo contaminado e ao abater/carnear animais com a doença.

Os principais sintomas nos humanos são tosse constante por mais de 3 semanas, emagrecimento, cansaço excessivo, febre baixa (geralmente à tarde) e sudorese noturna.

Como evitar a doença

Só compre animais que tenham exame negativo para tuberculose, faça exames em todo o rebanho para conhecer a situação de saúde dos animais, lave sempre as mãos após lidar com seus animais, ferva sempre o leite antes de beber ou de oferecer para algum animal e não alimente cães e gatos com leite cru, eles podem manter a doença na propriedade.

Não há vacina nem tratamento para animais com tuberculose. Os animais positivos devem ser sacrificados e os produtores podem solicitar indenização ao Fundesa.

Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose

O objetivo do Programa é diminuir ou até mesmo erradicar a prevalência e a incidência de casos de brucelose e tuberculose bovina e bubalina e certificar propriedades que ofereçam ao consumidor produtos de baixo risco sanitário. É realizada investigação de possíveis focos, por vigilância ativa, mediante a parceria com Agroindústrias do Setor Leiteiro (Laticínios).

Mais informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação – Cidasc
Fone: (48) 3665 7000
ascom@cidasc.sc.gov.br
www.cidasc.sc.gov.br
www.facebook.com/cidasc.ascom


Foto arquivo: Ascom / Defesa Civil

O radar meteorológico, que será responsável pela cobertura do Sul de Santa Catarina, aguarda o despacho aduaneiro. Ele está no Porto de Itajaí desde a semana passada, quando chegou de navio dos Estados Unidos. Após finalizar essa etapa, o aparelho será montado num armazém em Florianópolis. Depois, será transportado até a sede em Araranguá, no Morro dos Conventos.

O radar móvel Sul é modelo "Banda X", fabricado pela empresa Norte Americana Enterprise Electronics Corporation. Ele vai cobrir cerca de 52 municípios de SC. O investimento do Governo do Estado, através da secretaria de Estado da Defesa Civil, é de R$ 3.401.222,00. Os recursos são do Pacto por SC, financiados pelo Banco do Brasil.

Informações adicionais para a imprensa
Cleiton Ferrasso
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br

 

 

 


Fotos: Detran/SC

O processo de prensagem de veículos com restrições judiciais, executado pela Comissão Estadual de Leilão do Detran/SC, chega à décima edição beneficiando municípios do Meio-Oeste. Nessa etapa, serão compactados 445 veículos inservíveis - carros, motos e motores - vinculados a processos judiciais e que foram liberados pelos juízes das comarcas de Caçador e Videira.

O objetivo é dar uma destinação ecologicamente correta aos veículos que estão há décadas nos pátios dos municípios, causando problemas de saúde pública e ao meio ambiente, entre outros fatores sociais e econômicos. Após a prensagem, eles serão reutilizados como matéria-prima na indústria siderúrgica.

A descontaminação se inicia nesta quarta-feira, 12, e a prensagem está prevista para o fim do mês. A descontaminação consiste na retirada do combustível, óleo do motor, extintor de incêndio, bateria e cilindro de gás natural de cada item, individualmente. Feito isso, a ação é concretizada com o amassamento dos veículos, que é realizado por uma empresa licitada, através de contrato de prestação de serviços firmado com a Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Inicialmente, a equipe dos ferrosos da Comissão de Leilão, com o apoio da Delegacia Regional de Caçador, fez a avaliação, com a identificação e seleção dos veículos, e elaboraram um relatório detalhado de cada item. O documento seguiu para apreciação do respectivo juiz, que se manifestou positivamente à liberação dos veículos para prensagem.

“Entendemos que o pedido formulado deve ser acolhido prontamente, pois é uma iniciativa que visa resguardar a saúde pública e dar destino a bens abandonados, que atualmente apresentam-se como sucatas e focos de diversas doenças. Um trabalho merecedor de aplausos, dada a extensão dos direitos e interesses que serão protegidos com referida medida”, concluiu o juiz Rodrigo Dadalt, em visita ao pátio de Caçador.

Nesta operação, também será atendida a determinação do juiz de Videira, André Luiz Trentini, que deliberou a prensagem de 12 itens, como motores e blocos que estavam nas delegacias da comarca.

Integrante da Comissão de Leilão e coordenador dos ferrosos, o delegado Adalberto Safanelli ressalta a importância da conscientização no destino correto dos veículos inservíveis, bem como a possibilidade de solucionar um problema antigo: a superlotação dos pátios, além de contribuir para a preservação da questão ambiental, de saúde pública e vigilância sanitária.

“Estamos em tratativas para executar a ação em outras localidades, promovendo novos contatos com os municípios para avaliarmos a possibilidade de incluí-los no calendário de trabalhos deste ano”, frisou Safanelli.

A execução da ação é possível através da implementação da Lei nº 13.281/16.

Mais informações para a imprensa:
Janaina Guliato
Comissão Estadual de Leilão
Detran/SC
E-mail: janainaguliato@detran.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-8365

 

 

Página 102 de 170