Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 20 de outubro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 20 de outubro de 2017

No programa "Com a Palavra, o Governador", Raimundo Colombo fala sobre as obras do Centro de Gestão de Risco da Defesa Civil, os programas que apoiam as ideias inovadoras no estado, a autorização para novos Cras e o programa e-Origem.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: James Tavares/Secom

Na noite desta segunda-feira, 9, em palestra para aproximadamente 800 pessoas em São Miguel do Oeste, o governador Raimundo Colombo apresentou as ações, conquistas e investimentos do Governo do Estado. Este foi um dos encontros de uma série que está acontecendo em todas as 35 Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs). Um dos destaques abordados foi a segunda posição atingida por Santa Catarina no ranking de competitividade dos estados brasileiros e a vice-liderança na geração de empregos no mês de agosto.

O evento aconteceu na Unoesc e contou com a presença do prefeito Wilson Trevisan, do secretário executivo da ADR São Miguel do Oeste, Volmir Giumbelli, do vice-reitor da Unoesc, Vitor D’Agostini, e de autoridades da região. “Estamos enfrentando a maior recessão e crise econômica da história do país. Tivemos que fazer uma série de ações para manter os empregos, pagar os salários dos servidores em dia e continuar com as obras importantes em todo o estado”, disse Colombo.

No ranking de competitividade, Santa Catarina chegou à segunda posição em 2017. O estado ainda ficou em primeiro lugar em segurança pública e em sustentabilidade social e recebeu prêmio de Destaque Internacional. “Em 2011, éramos o sétimo lugar, passamos para terceiro em 2016 e, agora, chegamos ao segundo lugar, atrás apenas de São Paulo. Isso cria um ambiente de negócios extremamente favorável”, explicou.

O governador falou sobre as medidas anticrise adotadas em SC, como não aumentar impostos, renegociação das dívidas dos estados com a união e reforma da previdência estadual. “Nosso maior desafio era o enfrentamento da crise. Por isso, fomos buscar recursos e fazer investimentos importantes no estado. A maioria dos estados optaram por aumentar impostos, mas nós não”, afirmou.

“Protegemos as pessoas mantendo a taxa de emprego e obtivemos a menor taxa de desocupação do país. Na região de São Miguel do Oeste, as empresas geraram mais de 4,4 mil empregos diretos”, explicou. 

Na agroindústria, Colombo destacou o aumento da produção de leite, tornando o estado o quarto maior produtor do país, com 3 bilhões de litros em 2015. “Com apenas 1,1% do território nacional e 3,5% da população brasileira, produzimos muito. Somos os maiores produtores de suínos e maçãs e estamos atingindo boa posição na produção de leite, frango e soja. Isso demonstra a força, trabalho e capacidade de produzir da nossa gente. Somente aqui, a produção de soja chegou a 21% de aumento na área cultivada na região, com 13% de acréscimo na produção”, salientou.

Outros investimentos

Colombo anunciou ainda os investimentos da nova edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam). Na região, a primeira edição do programa investiu R$ 19,7 milhões em obras nos sete municípios da ADR. Na Linha Emboaba, foram pavimentados 11,5 quilômetros, criando o novo anel viário da cidade com acesso à futura área industrial. “Vamos começar a assinar os novos convênios do Fundam 2 ainda esse mês com todos os 295 municípios catarinenses”, projetou.

Na Saúde, o governador anunciou o investimento de R$ 360 mil para o setor oncológico do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso. Serão 430 metros quadrados de nova área, com banheiro, elevador, rede elétrica e modernização do local. “Vamos concluir esse setor importante para uma região que atende a cerca de 600 novos casos por ano”, disse.

Para a Educação, os investimentos chegaram a R$ 9 milhões em 23 obras e ações. “Já reformamos e ampliamos 800 das 1,1 mil escolas catarinenses”, enfatizou Colombo.

Colombo finalizou dizendo que os catarinenses devem ter orgulho do estado, que tem potencial para continuar crescendo. “Temos condições de ajudar o Brasil a superar os problemas que estão surgindo e também a dar o bom exemplo em fazer o nosso dever de casa”, concluiu.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

O governador Raimundo Colombo recebeu, na tarde desta segunda-feira, 9, o embaixador do Reino Unido, Vijay Rangarajan. Durante o encontro no Centro Administrativo do Governo, em Florianópolis, foram discutidas as possibilidades de parcerias especialmente nas áreas da Saúde e Educação. “Nós estamos em busca de tecnologias para melhorar a qualidade dos nossos serviços, dos nossos modelos de gestão. Nesse sentindo, a parceria nos aproxima, nos permite discutir objetivos comuns e avançar no que possa trazer os melhores resultados”, disse o governador Raimundo Colombo.

Os secretários de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, e da Saúde, Vicente Caropreso, acompanharam a reunião e reforçaram o interesse em parcerias com o Reino Unido. Na área da Educação, Deschamps informou que Santa Catarina tem um dos melhores indicadores do país no Ensino Fundamental e que no Ensino Médio está se desenhando um cenário também positivo para o Estado, a partir da implantação do modelo de Educação Integral.


Foto: Jackson Jacques / CBMSC

Ao ser aprovada em março deste ano e sancionada pelo presidente de república, a lei federal 13.425 estabelece diretrizes gerais sobre as medidas de prevenção e de combate a incêndio e desastres em estabelecimentos comerciais, edificações e áreas de grande concentração de público. A nova legislação, que passou a vigorar final de setembro setembro, ganhou o nome popular de “Lei Kiss”, uma alusão à casa noturna de Santa Maria onde um incêndio acabou matou 242 jovens queimados ou por intoxicação de fumaça e feriu outros 680, em 27 de janeiro de 2013. Desde então, o Brasil passou a dar mais rigor para os sistemas preventivos e de segurança em edificações. 

Pela lei, cabe aos Bombeiros Militares orientação, aprovação de projetos preventivos e fiscalização do cumprimento das normas de segurança, nos estabelecimentos comerciais, indústrias, locais de reunião de público e empresas que organizam eventos.

O que muda em Santa Catarina com a nova Lei?

O Estado passa a ser o único responsável pela fiscalização da segurança contra incêndio e pânico das edificações, conforme as legislações de segurança pública e contra incêndio, diminuindo este ônus das prefeituras e permitindo que os Corpos de Bombeiros Voluntários possam se dedicar, ainda com mais afinco, às atividades de combate a incêndios e salvamento.

Para o cidadão não muda quase nada, pois o Estado, por intermédio do Corpo de Bombeiros Militar já vem há bastante tempo demandando atenção para a importância da orientação e fiscalização dos estabelecimentos comerciais e locais de grande concentração de público. Agora, com a legislação em vigor, algumas cidades que tinham este serviço feito pelo município, por meio de Associações de Bombeiros Voluntários, passarão a receber atenção do ente estatal, por meio dos Bombeiros Militares. Dessa maneira, os estabelecimentos poderão atuar e funcionar em sintonia e alinhados com a Lei Federal, trazendo ainda mais segurança para a população e seus clientes.

Quem fiscaliza?

A entrada em vigor da Lei tem gerado dúvidas por parte de empresários e comerciantes dos municípios que contam com as Associações de Bombeiros Voluntários e que, através destes, eram fiscalizados. Com a vigência da nova Lei, o Corpo de Bombeiros Militar orienta os cidadãos que, quando da necessidade de entrada de processos inerentes à prevenção contra incêndios tais como:, alvarás, habite-se, vistorias ou perícias, estes serviços sejam solicitados junto a SAT- Seção de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros Militar ou de preferência no site www.cbm.sc.gov.br/serviços.

Para realização dos serviços é necessário protocolar os documentos , conforme as orientações emanadas junto a própria SAT.

Informações adicionais para a imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa 
Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina - CBMSC
E-mail: ccs@cbm.sc.gov.br
Fone: (48) 3251-9614 / 98843-4427
Site: www.cbm.sc.gov.br

 


Foto: Helosia Dallanhol/ Fapesc

O governador Raimundo Colombo destinou nesta segunda-feira, 9, R$ 800 mil para a edição 2018 do Entra21-Blusoft, programa que oferece a jovens brasileiros e estrangeiros cursos profissionalizantes gratuitos na área de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação).  Além de dar treinamento de até 400 horas-aula, o programa encaminha seus formandos a empresas da região de Blumenau e acompanha seu desempenho para formatar as edições subsequentes.

Nestes 12 anos, o Entra21-Blusoft teve mais de 3 mil jovens beneficiados pelo programa, que tem alcançado taxas de inserção laboral superiores a 80%, segundo o ofício entregue nesta segunda-feira ao governador, que garantiu a continuidade do Entra21 por meio dos recursos a serem repassados pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). A instituição é a que mais tem aportado verbas e de forma continuada desde a criação do programa, que atualmente também conta com apoio de empresas e da Prefeitura Municipal de Blumenau.

Participaram da reunião com o governador, o presidente da Fapesc, Sergio Gargioni; o vice-presidente do Blusoft e diretor de T-Systems, Markus Blumenschein; o coordenador geral do Entra21-Blusoft, Sérgio J. Tomio; o professor da turma de Produção Audiovisual, Marcelo Niess, e os recém-formados Natália Karmierczak da Silva, Eduardo Ruediger da Silva e Franciele Marta Böck, além de outras autoridades.

Igualmente presente no encontro estava o ex-aluno Hénoc Etienne, haitiano que chegou ao Brasil sem preparo profissional e, após ter se formado como programador, foi contratado pela Senior, empresa de software em Blumenau. 

“O Entra21 oferece também formação para jovens em risco social. Este ano tivemos turmas do Centro de Atendimento Socio-educativo Provisório (Casep), Centro de Referência em Assistência Social (Cras)e da Casa Semi-liberdade, pessoas com deficiência física e migrantes”, acrescentou Tomio, no ofício assinado conjuntamente com o presidente da Blusoft, Joe Elias Lindner. Em 2017, a grade de disciplinas ganhou o acréscimo do inglês e do alemão.

Informações adicionais para a imprensa:
Heloisa Dallanhol
Assessoria de Imprensa 
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - FAPESC
E-mail:  heloisa@fapesc.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-4812
Site: www.fapesc.sc.gov.br
www.facebook.com/fapesc.gov 

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) quer ouvir a opinião do público que frequenta dois dos museus que administra: o Museu Histórico de Santa Catarina, em Florianópolis; e o Museu Nacional do Mar - Embarcações Brasileiras, em São Francisco do Sul. Para isto, promove do dia 10 de outubro até dezembro uma pesquisa de satisfação nestes dois espaços culturais.

Com o questionário, o objetivo é conhecer o nível de satisfação dos frequentadores em relação aos serviços oferecidos e aprimorar o atendimento. O público poderá responder a pesquisa tanto pessoalmente, ao visitar os museus e receber o questionário, quanto pelos links disponibilizados on-line:

Pesquisa Museu Histórico de Santa Catarina: https://goo.gl/forms/fosOf7JVrVpujJCm1
Pesquisa Museu Nacional do Mar: https://goo.gl/forms/EvR23P4D2oiLHBP83

Podem participar todas as pessoas que visitaram os espaços pelo menos uma vez nos últimos dois anos ou que frequentam os museus, seja com propósito de visita guiada, para frequentar oficinas, comparecer a eventos artísticos e culturais, dentre outros. Os resultados serão divulgados até abril de 2018.

A pesquisa é um desdobramento do trabalho semelhante realizado em 2016, quando o Centro Integrado de Cultura (CIC) foi alvo de um questionário semelhante. Como resultado, várias melhorias estruturais foram feitas no espaço, localizado em Florianópolis, e ações, como o projeto Verão Cultural, foram implementados para atender às solicitações do público.

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

Página 13 de 171