Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Medalha Zilda Arns

Medalha Zilda Arns

A medalha Zilda Arns é uma justa homenagem a quem dedica a vida para fazer o bem às pessoas. Nesta semana, o governador Eduardo Pinho Moreira entregou o título ao médium Divaldo Pereira Franco. Homem que desenvolveu um belíssimo trabalho caritativo, fruto da vontade de servir o próximo.

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Jeferson Baldo / Secom

O novo presidente da Fundação Univali e reitor da Universidade do Vale do Itajaí, professor Valdir Cechinel Filho, tomou posse na noite desta terça-feira, 27, em Itajaí. A solenidade no Teatro Adelaide Konder, no Campus de Itajaí, contou com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira, que destacou a importância da instituição.

“A Univali é uma das universidades mais importantes de Santa Catarina. Seus milhares de alunos representam o futuro do nosso Estado e país. Estamos aqui para prestigiar e valorizar esta importante instituição. A renovação sempre significa um avanço. Tenho a certeza que o professor Cechinel vai realizar um bom trabalho em prol desta universidade”, disse o governador ao salientar que tem um vínculo com a Univali, pois um dos seus filhos estudou Medicina, e a filha e a esposa cursaram Direito na instituição.



>>> Mais fotos na galeria

Cechinel assume para o quadriênio 2018-2022. Ele substitui o professor e advogado Mário Cesar dos Santos, que comanda a instituição desde 2010. “É um momento que consagra uma trajetória acadêmica, não só minha, mas de toda uma equipe que me apoiou. Estaremos viabilizando uma mudança na estrutura organizacional, fazendo com que a Univali consiga se consagrar ainda mais como uma instituição de excelência, tanto no ensino, pesquisa e extensão como em todas as atividades que vem desenvolvendo”, informou o novo reitor.

O NOVO REITOR

Valdir Cechinel Filho foi pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura da Univali durante 12 anos e, desde 2014, ocupa o cargo de vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura na Instituição. É pesquisador 1C do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

É também coordenador internacional da Rede Iberoamericana de Estudo e Aproveitamento Sustentável da Biodiversidade Regional de Interesse Farmacêutico (Ribiofar) e da Rede Iberoamericana de Investigação em Câncer (Ribecancer), ambas apoiadas pelo CYTED e CNPq, envolvendo 16 países e 40 grupos de pesquisa.

Atua como editor associado e assessor científico para inúmeros periódicos especializados e é autor de 35 livros, capítulos de livros e de mais de 350 artigos científicos publicados em periódicos especializados nacionais e internacionais, além de 11 depósitos de patentes nacionais e internacionais.

Participa, ainda, ativamente na formação de recursos humanos com mais de 50 dissertações de mestrado e teses de doutorado orientadas. Sua intensa atuação na ciência e tecnologia permitiu que recebesse da Fapesc, em 2012, o Prêmio Caspar Stemmer de Inovação, na categoria Protagonista de Inovação.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Nilson Teixeira/Arquivo Epagri

Com uma demanda cada vez maior e a previsão de redução na safra brasileira de milho, lideranças do agronegócio pensam em alternativas para o abastecimento do grão e a manutenção da competitividade das agroindústrias instaladas no Sul do país. A intenção das agroindústrias é buscar o grão diretamente do maior produtor mundial de milho: os Estados Unidos. Boa parte da carga viria direto para Santa Catarina – grande produtor de carnes e grande importador de milho. O assunto foi tratado nesta segunda-feira, 26, por representantes do Governo do Estado, dos produtores rurais e da iniciativa privada durante reunião na Fiesc. 

Este ano, a previsão é que Santa Catarina importe cerca de quatro milhões de toneladas de milho de outros estados e do exterior para abastecer o setor produtivo de carnes. Com a redução da safra brasileira e a alta nos preços do insumo, uma das soluções apontadas pelos representantes das agroindústrias é a importação de milho proveniente dos Estados Unidos - principalmente em períodos de desabastecimento. Hoje, a compra do grão já é permitida, porém com restrições burocráticas que acabam dificultando a entrada do carregamento no Brasil. A proposta da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) é de que essas condições sejam revistas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O milho americano chegaria em Santa Catarina com um preço mais competitivo para as agroindústrias, em um valor inferior ao praticado no Brasil. A importação de milho de outros países já é uma realidade no estado. O setor produtivo de carnes espera para os próximos dias a chegada de dois navios, vindos da Argentina, com 60 mil toneladas de milho.

A entrada do grão importado deve influenciar nos preços da saca de milho no estado, ainda mais com a queda nas exportações da safra brasileira de milho. O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, explica que os preços do milho em outros países estão mais atrativos, diminuindo as compras internacionais da safra brasileira. Ou seja, aumenta a oferta de milho dentro do país e o preço volta a um equilíbrio.

Milho em Santa Catarina 

O milho é o principal ingrediente das rações que alimentam suínos e aves em mais de 18 mil granjas em Santa Catarina. E a alta nos preços do grão influenciam diretamente a competitividade das agroindústrias instaladas no estado. Esta semana, em Chapecó, as indústrias estão pagando em média R$ 40 pela saca de milho – R$ 10 a mais do que em janeiro.

“A cadeia produtiva de carnes brasileira está muito bem estruturada, mas possui um elo solto, que é o fornecimento de milho. Hoje, nós estamos numa gangorra onde um ano ganha a indústria de carnes e outro ano ganha o produtor de milho e precisamos de mecanismos para equilibrar o preço”, destaca o secretário Airton Spies.

O cenário da produção de milho no país é complexo e itens como o crescimento das exportações brasileiras de grãos, principalmente via portos do Arco Norte, o milho destinado à fabricação de etanol e a perda de área plantada na safra de verão também têm influencia no preço do insumo.

Os preços costumam interferir também na próxima safra de milho. Normalmente, em anos em que o preço é baixo, como foi em 2017, os produtores acabam não investindo na produção de milho e buscando culturas mais rentáveis – o que diminui a oferta do grão no país. Em Santa Catarina, as lavouras de milho encontram dois fortes concorrentes: a soja e o milho silagem (utilizado na alimentação de bovinos de leite). “A produção de milho varia muito em Santa Catarina por causa do clima, que interfere diretamente no andamento da safra, e das expectativas de preço. Para reduzir a volatilidade dos preços de milho é fundamental pensarmos na compra antecipada e em aumentar a capacidade de armazenagem do grão”, ressalta Spies. 

Uma alternativa para Santa Catarina é investir em culturas alternativas para alimentação animal, como, por exemplo, o trigo e a cevada, muito utilizado para ração animal em outros países. 

Safra de Milho 2017/18

As lavouras catarinenses devem produzir 2,4 milhões de toneladas de milho em 2018 – 20,4% a menos do que na última safra. A área plantada para o milho grão será de 310 mil hectares.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Iamprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/


Fotos: Thiago Boeing/HJAF

A primeira Unidade de Saúde Mental exclusiva para pediatria de Santa Catarina, com 14 leitos, começa a funcionar com capacidade total a partir desta quarta-feira, 28. O investimento do Governo do Estado para execução da obra e aquisição de equipamentos foi de R$ 4,2 milhões. Para o custeio deste serviço, a Secretaria de Estado da Saúde realizou um incremento anual de R$ 2,5 milhões no valor destinado ao gerenciamento do hospital.

Nesta quarta-feira, 28, às 15h, representantes do Governo do Estado e do Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, realizam visita à Unidade de Saúde Mental da instituição, ato que marca o início da ativação dos leitos de internação. Na semana passada, seis leitos foram ativados e, após a vistoria, mais oito entrarão em funcionamento.

Joinville - Governo do Estado ativa 14 leitos de psiquiatria no Hospital Infantil

Dividida em duas alas, a unidade ocupa área de 1.000 metros quadrados e tem capacidade para 14 pacientes. Irão atuar nas áreas assistencial e de apoio 35 profissionais, além da equipe médica composta por psiquiatras pediátricos, com apoio das demais especialidades oferecidas pela instituição.

O Hospital Infantil de Joinville faz parte da rede de hospitais públicos da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina e é gerenciado pelo Grupo Hospitalar Nossa Senhora das Graças. Mensalmente, cerca de 11 mil atendimentos são oferecidos para crianças e adolescentes. Todos os serviços realizados são custeados pelo SUS, com apoio do Governo de Santa Catarina.

*Agenda

O quê: Visita de vistoria à Unidade de Saúde Mental do Hospital Infantil
Quando: quarta-feira, 28 de março
Horário: 15h
Onde: Hospital Infantil, rua Araranguá, 554, bairro América

Informações adicionais para a imprensa:
Thiago Boeing
Coordenação de Comunicação e Marketing
Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria
E-mail: thiago@hjaf.org.br
Telefone: (47) 3145-1654 / 98458-2390
Site: www.hjaf.org.br 

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville


Fotos: Jeferson Baldo / Secom

Mais de 11 mil alunos de 15 escolas da rede pública estadual de sete municípios da região de Itajaí serão beneficiados por novas obras de reformas e ampliações das unidades escolares. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Pinho Moreira no final da tarde desta terça-feira, 27, em Itajaí. Os recursos do Governo do Estado ultrapassam R$ 9,7 milhões. Para que as obras sejam realizadas os editais de licitação serão publicados no Diário Oficial do Estado nos próximos dias.

>>> Mais imagens na galeria

“Os alunos terão locais confortáveis, com estruturas modernas e de qualidade para desenvolver o que é fundamental para o futuro do país: a educação. É uma conquista importante para a região”, afirmou o governador.

>>> Ouça o boletim da Rádio Secom sobre o assunto

COMUNIDADE ESCOLAR OUVIDA


O secretário executivo Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Itajaí, Edson Piriquito, informou que foi realizada uma avaliação prévia das estruturas das unidades e os projetos arquitetônicos foram elaborados com base nas prioridades apontadas pelas comunidades escolares. “Foram solicitadas ampliações no número de salas de aula, reformas de ginásios esportivos, pintura de prédios e acessibilidade para pessoas com deficiência", explicou.

ESCOLAS QUE RECEBERÃO AS MELHORIAS:

Penha  - EEB Manoel Henrique de Assis, EEB Edith Prates Gonçalves, EEB Antônio Rocha de Andrade e EEB Professor João Batista Paiva.

Camboriú – EEB Professor Mario Garcia, EEB Amadio Dalago, EEB José Arantes, EEB Alcuino Gonçalo Vieira e EEB Maria Terezinha Garcia.

Porto Belo – EEB Tiradentes.

Balneário Camboriú – EEB Presidente João Goulart.

Bombinhas – EEB Leopoldo José Guerreiro.

Itajaí – EEB Nereu Ramos e EEB Deputado Nilton Kucker.

Itapema – EEB Olegário Bernardes.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto arquivo: Anne Caroline Anderson/Fatma

Os animais marinhos resgatados em Santa Catarina que precisarem de reabilitação para retornarem ao habitat natural vão ganhar um local novo e especial no Parque Estadual do Rio Vermelho, em Florianópolis. O Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos será inaugurado nesta quarta-feira, 28, às 10h. A obra, executada pelo Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, terá 3 mil metros quadrados de área construída e poderá receber mais de 170 animais marinhos ao mesmo tempo.

O Centro será administrado Associação R3 Animal. A R3 é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos. Este será o maior local especializado em reabilitação e despetrolização de animais marinhos do Brasil. 

CAPACIDADE PARA RECEBER 120 ANIMAIS

Serão 12 piscinas, sendo uma para abrigar pinguins; outra para aves voadoras; golfinhos; lobos/leões marinhos e oito para uso misto. O Centro ainda contará com ambulatório, salas de estabilização, internação e isolamento, laboratório de análises clínicas, sala de necropsia, para o caso dos animais encontrados mortos, cozinha para preparação de alimentos para animais e área administrativa. Será possível receber 120 pinguins, 50 aves voadoras, dois leões/lobos-marinhos e um golfinho ao mesmo tempo.

O Centro atenta para a sustentabilidade e terá seu próprio sistema de tratamento de efluentes, captação de água da chuva e sistema de energia fotovoltaica.

Em caso de avistamento de animal marinho ferido ou morto, recomenda-se manter a distância, evitar aglomerações e acionar imediatamente a instituição, pelo telefone 0800 642 3341.

Mais informações

(48) 3018 2316 - Cristiane Kolesnikovas – Coordenadora do PMP- BS/Associação R3 Animal
(47) 9 9950 5906 – Nilson Coelho – Assistente de Comunicação PMP-BS/Associação R3 Animal

Mais informações para a imprensa:
Ênio Novaes
Assessoria de Comunicação
Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA)
E-mail: comunicacao@fatma.sc.gov.br / enionovaes@fatma.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-4177 / 99172-8277
www.fatma.sc.gov.br

Página 16 de 304