Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Medalha Zilda Arns

Medalha Zilda Arns

A medalha Zilda Arns é uma justa homenagem a quem dedica a vida para fazer o bem às pessoas. Nesta semana, o governador Eduardo Pinho Moreira entregou o título ao médium Divaldo Pereira Franco. Homem que desenvolveu um belíssimo trabalho caritativo, fruto da vontade de servir o próximo.

Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Adell/Divulgação

As atletas da EEB Lourdes Lago, de Chapecó, conquistaram o título do Campeonato Mundial Escolar de Futsal, em Israel, disputado de 13 a 21 de março por atletas de 15 a 18 anos. A vitória levou o Brasil ao Tri-Campeonato Mundial. Nesta sexta-feira, 23, a delegação foi recebida com muita alegria na escola e, com o troféu em mãos, compartilhou esta conquista em desfile pelas ruas de Chapecó.

A final foi disputada na última terça-feira, 20, com a demonstração da força do futsal brasileiro: 5 a 1 contra a Turquia.  A competição é realizada a cada dois anos, desta vez a cidade escolhida foi Rishon LeZion, em Israel. A equipe de Chapecó faz parte da Associação Desportiva Lourdes Lago (Adell).

O professor de educação física, Amauri Giordan, coordenador da Adell, afirma que o título é muito importante para o projeto que está sendo desenvolvido na E.E.B Professora Lourdes Lago. “A escola tem muito a se orgulhar, colocamos o nome da nossa escola pública no mais alto pódio que pode ter o desporto escolar mundial”, afirma.

A gerente Regional de Educação de Chapecó, Maria de Lurdes Seben, destaca que as vitórias dessa equipe refletem toda atenção que a EEB Lourdes Lago dedica ao esporte. “A escola é reconhecida pela dedicação ao esporte, e também incentiva as atletas a manterem o mesmo desempenho do campo na sala de aula”, afirma a gerente.

Títulos conquistados:

Brasileiro Escolar de Futebol de Campo

Jogos Escolares de Santa Catarina Futsal

Jogos Brasileiros da Juventude (Brasília)

Brasileiro Escolar de Futsal (Natal)

Mais informações para a imprensa:
Andréia Cristina Oliveira
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó
Fone: (49) 2049-7427 / 99938-6966
E-mail: imprensasdrcco@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/chapeco


Foto: MSC Cruzeiros/Divulgação

Depois de quase uma década sem receber navios de cruzeiro, Florianópolis se prepara dar as boas vindas, neste sábado, 24, a um gigante dos mares que chega com quatro mil pessoas a bordo, entre tripulantes e passageiros. A operação será marcada pela tradicional cerimônia de troca de placas, que acontece sempre que um transatlântico atraca em um destino pela primeira vez. O ato, marcado para as 10h deste sábado, no trapiche de Canasvieiras, contará com a presença do governador do Estado de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Francisval Dias Mendes, entre outros convidados.

“Qualquer destino no mundo com essa condição só tem a comemorar”, exclama o presidente da Santa Catarina Turismo (Santur), Valdir Walendowsky, elencando entre uma série de vantagens, a movimentação da economia local e a importância de consolidar o roteiro junto às companhias de viagem. “Ninguém aponta para o mapa e escolhe parar no lugar, é preciso trabalhar muito para promover e tornar um destino atraente. Florianópolis e Santa Catarina estão de parabéns”, acrescenta.

Estado parceiro da retomada

O navio que chegará à Capital é o MSC Preziosa, da empresa MSC Cruzeiros, segundo a Prefeitura de Florianópolis. Para permitir que o navio de cruzeiro possa aportar em Florianópolis neste sábado, o Governo do Estado investiu R$ 16 mil na realização da batimetria – é um estudo que permite avaliar a viabilidade do local onde o navio irá atracar. Na Capital, foram apontados dois pontos: um na praia de Canasvieiras e outro na de Jurerê. O documento elaborado por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura foi encaminhado à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), para a liberação dos locais que estão aptos a receber os navios.

Importância para Florianópolis

A Secretaria de Turismo de Florianópolis está otimista com a chegada do navio. De acordo com dados da secretaria, a expectativa é que o transatlântico chegue por volta das 9h e permaneça na Ilha de Santa Catarina até às 18h. No tempo em que os turistas descerem na cidade, deverão gastar em média R$ 500 (por turista).

Para a recepção dos primeiros passageiros neste sábado, 24, serão oferecidos passeios, visitas a praias e um tour pelo Centro de Florianópolis. Já para a próxima temporada, a secretaria projeta receber de dez a 20 cruzeiros. Além de Florianópolis, o navio também deverá fazer escala em Balneário Camboriú.

Apoio da Santur

Para incentivar e divulgar os principais atrativos de Santa Catarina, a Santur participa de eventos e feiras que ajudam a abrir o mercado para os parceiros que querem desenvolver o turismo, por meio de seus negócios e serviços. “Esse trabalho tem que ser constante e muito bem articulado para manter nossas belezas e potenciais turísticos sempre na rota dos principais destinos”, avalia Walendowsky ao destacar que o município tem que ser o grande articulador das ações de divulgação do turismo local.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Douglas Saviato / SAN

A secretária de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Romanna Remor, buscou recursos nesta quinta-feira, 22, nos ministérios da Justiça e do Trabalho e Emprego, em Brasília, para a manutenção do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e para o centro que atende imigrantes no Estado. Ela também tratou da aplicação de recursos já liberados pelo Governo Federal para o fomento de catadores de materiais recicláveis e reutilizáveis.

“São entraves que se arrastam há meses, portanto, estamos tratando de perto cada um destes três pontos cruciais para a Secretaria e o desenvolvimento do Estado”, comenta.

No Ministério do Trabalho e Emprego, Romanna buscou soluções para a destinação do repasse da terceira etapa do convênio com o Sine, que ocorre por meio de convênio plurianual. O valor superior a R$ 3,8 milhões deveria ter sido pago em março de 2017, mas, até o momento, nenhum recurso foi destinado. De acordo com o representante do coordenador-geral do Sine, Pedro Júnior, pendências financeiras nos outros dois convênios precisam ser resolvidas para que o repasse seja efetuado.

O recurso federal é fundamental para manter os serviços nas agências do Estado. A manutenção do convênio garante também o pagamento de despesas, como locação e terceirização. O Estado conta com 124 postos de atendimentos, sendo 23 de execução direta e os demais com parcerias técnicas com os municípios.

A aplicação de R$ 3,4 milhões do Governo Federal para o fomento a empreendimentos econômicos solidários e de redes de cooperação atuantes em resíduos sólidos por catadores de materiais recicláveis e reutilizáveis também foi discutido no Ministério do Trabalho e Emprego. Na próxima semana, o especialista em políticas públicas e gestão governamental, José Ivan Mayer de Aquino, se deslocará para o Estado e percorrerá as associações de catadores de Santa Catarina.

A intenção é conhecer a realidade destes profissionais e, na semana seguinte, montar um plano de trabalho para que o recurso seja devidamente aplicado. O convênio está dividido em seis fases, que inicia na mobilização, na identificação e no cadastro dos mais de 1,3 mil catadores autônomos que atuam individualmente ou em grupos. A última e considerada uma das mais importantes fases está na promoção de equipamentos básicos aos profissionais.

Onda migratória 

A secretária empossada há uma semana tratou ainda da onda migratória do país, que atinge também Santa Catarina. Romanna pleiteou recursos para custeio da implantação do Centro de Referências e Atendimento ao Imigrante em Santa Catarina (CRAI), inaugurando em fevereiro. Os profissionais que atuam no local, através da contratação de uma ONG, atendem em torno de 50 pessoas diariamente.

Como já há uma organização gerindo o local, de acordo diretor do setor de imigração do Ministério da Justiça, André Furquim, serão avaliados quais os serviços podem ser adicionados no Centro de Atendimento ao Imigrante, como capacitações profissionais e cursos de idiomas. Além disso, pode ser estudada em um convênio com o Governo Federal a ampliação do espaço. 

“Em duas semanas estaremos novamente em Brasília acompanhando e cobrando a evolução destas agendas. Vamos mergulhar nestas pendências e resolvê-las até o fim do ano, pois estas também são demandas prioritárias do governador”, comenta a secretária.

Informações adicionais para a imprensa
Douglas Saviato
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Articulação Nacional
E-mail: douglas@san.sc.gov.br
Fone: (61) 3101-0900 / 99304-0198
Site: www.san.sc.gov.br 


Governador solicitou recursos para Saúde em suas viagens à Brasília. Na última delas, Moreira se reuniu com o presidente. Foto: Marcos Corrêa/PR

Como resultado de sua primeira visita a Brasília, o governador Eduardo Pinho Moreira recebeu a confirmação, por telefone, do presidente da República, Michel Temer, nesta sexta-feira, 23, do repasse de R$ 100 milhões para atender demandas da Saúde em Santa Catarina. “Uma conquista necessária para Santa Catarina, fruto de um esforço conjunto, com o Fórum Parlamentar Catarinense, num momento em que precisamos equacionar as dívidas na área da saúde e, ao mesmo tempo, garantir o atendimento à população”, destaca o governador.

Eduardo Moreira esteve no dia 1º de março, na Capital federal, com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, acompanhado de integrantes do Fórum Parlamentar Catarinense, deputados Jorginho Mello, Rogério Peninha Mendonça e Carmem Zanotto, além do secretário da Saúde, Acélio Casagrande.

>>> Ouça o boletim da Rádio Secom sobre o assunto

>>> Em primeira viagem a Brasília, governador Eduardo Pinho Moreira discute ações de segurança e saúde

Os recursos garantidos, que serão repassados em dez parcelas de R$ 10 milhões, até o final deste ano, representam parte da dívida da União para com o Estado na área da Saúde, de um total de R$ 212.909.318, ao ano. “Tínhamos solicitado na nossa última visita o repasse emergencial de R$ 53 milhões. O rápido retorno do presidente, Michel Temer, mostra a sua sensibilidade com a situação de Santa Catarina. Seremos incansáveis na busca de soluções para a área da Saúde, buscando não só recursos para a dívida existente, mas, também, para investimentos no setor. Com responsabilidade queremos atender da melhor forma possível o povo catarinense”, ressalta Moreira.

>>> Em Brasília, governador solicita ao presidente da República pagamento da dívida na área da Saúde

Dívida do Governo Federal

Os serviços na área da Saúde, realizados sem a cobertura federal, causaram um déficit mensal de R$ 17.742.359,85, chegando aos R$ 212,9 milhões ao ano. O valor é resultado de um estudo feito em conjunto pelas equipes técnicas da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde, e por integrantes do Fórum Parlamentar Catarinense. O grupo analisou mês a mês a prestação dos serviços de alta e média complexidades do Estado e dos municípios e também o que foi repassado pela União.

Mais informações para a imprensa:
Soledad Urrutia
Secretaria de Estado da Comunicação
Fone: (48) 99947-2938
www.sc.gov.br


Foto: Divulgação / SEI

A primeira barra de olhal da nova estrutura da Ponte Hercílio Luz foi instalada com sucesso nesta quinta-feira, 22. De acordo com o engenheiro do Deinfra e fiscal da obra Wenceslau Diotallévy, as barras de olhal têm um papel muito importante nesta nova etapa pois são elas que farão a ponte ficar novamente sustentada.

“As barras serão fixadas de cada lado da ponte, a partir do vão central”, explicou o fiscal, informando que a instalação das 360 peças deve durar aproximadamente cinco meses.

Segundo o secretário da Infraestrutura, Paulo França, a instalação das primeiras barras marca uma nova e importante fase da obra. “Estamos em um momento fundamental da recuperação da ponte Hercílio Luz. Agora ela começa a retomar sua forma original”, destacou.

No período da tarde começou também a troca das rótulas, que são as estruturas que fazem a ligação da torre com a fundação. O trabalho é realizado pelo mar. Além disso, será necessário o levantamento da torre principal em 3 centímetros.

A próxima etapa da obra será a instalação dos pendurais. Essas estruturas fazem parte do vão central e sustentam a treliça a partir das barras de olhal. Ao todo, a ponte deve receber cerca de 2 mil toneladas de metal novo, o que representa aproximadamente 40% da atual estrutura.

Mais informações para a imprensa:
Júlio Cancelier
Secretaria de Estado da Infraestrutura
Fone: (48) 3664-2008 / (48) 99641-0037

Página 20 de 305