Dilmar Baretta e Luiz Coelho assumirão como reitor e vice-reitor da Udesc Foto: Divulgação 

O reitor e o vice-reitor eleitos para a Gestão 2020-2024 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Dilmar Baretta e Luiz Antonio Ferreira Coelho, tomarão posse nesta quarta-feira, 8, às 14h, em solenidade que será totalmente online devido às medidas de combate ao novo coronavírus. Os mandatos iniciarão no dia 12.

Todos os envolvidos com a cerimônia participarão das suas residências, e o evento terá transmissão ao vivo para as comunidades acadêmica e externa pelo site vc.udesc.br. A solenidade ocorreria inicialmente no Teatro Governador Pedro Ivo Campos, em Florianópolis, e chegou a ser remarcada para o Plenarinho da Reitoria. Para evitar qualquer tipo de aglomeração e garantir a segurança de todos, no entanto, a universidade buscou viabilizar a realização do evento sem encontros presenciais.

Os integrantes do Conselho Universitário (Consuni) também não serão reunidos em razão da impossibilidade de estarem nas salas de transmissão de videoconferência dos centros e da Reitoria.

Inovação

"É uma medida inovadora e totalmente alinhada às necessidades do momento atual, que foi possível graças ao apoio de todos os envolvidos", diz o secretário dos Conselhos Superiores da Udesc, Murilo de Souza Cargnin.

A Udesc suspendeu todas as atividades acadêmicas por 30 dias, a partir de 17 de março, e o expediente presencial, de acordo com a quarentena decretada pelo Governo do Estado.

Reitoria

Os professores Baretta e Coelho assumirão os cargos de reitor e de vice-reitor da universidade pelos próximos quatro anos, nos lugares do atual reitor, Marcus Tomasi, e do atual vice-reitor, Leandro Zvirtes.

A eleição para reitor e vice-reitor da Udesc ocorreu em outubro de 2019 e envolveu alunos, técnicos universitários e professores da instituição. A equipe de pró-reitores, coordenadores e secretários já foi anunciada pelos futuros gestores. Confira a relação.

Currículos

Dilmar Baretta é professor do Departamento de Zootecnia do Centro de Educação Superior do Oeste (CEO), em Chapecó. Foi diretor-geral do centro entre 2016 e 2019 e diretor de Pesquisa e Pós-Graduação de 2010 a 2016. Acesse o Currículo Lattes.

Luiz Antonio Ferreira Coelho é professor do Departamento de Matemática do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), em Joinville, onde foi diretor de Pesquisa e Pós-Graduação de 2004 a 2005 e de 2012 a 2016. Acesse o Currículo Lattes.

Mais informações para a imprensa:
Luiz Eduardo Schmitt
Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-8006/8010




Foto: Arquivo / Secom

A Secretaria de Estado da Educação (SED) planejou ações emergenciais voltadas às 1.065 unidades escolares de Santa Catarina para prevenir a disseminação do Coronavírus. Entre as ações estão: a distribuição de álcool em gel para as escolas, a antecipação dos recursos do cartão de pagamento (CPESC) e o adiamento de eventos de formação previstos para a próxima semana. As aulas estão mantidas na rede estadual de ensino.

A SED realizou a aquisição de frascos de álcool gel 70% e, a partir da próxima semana, o produto começa a ser distribuído nas 36 coordenadorias regionais de educação. Os recursos da primeira parcela do cartão CPESC, que é utilizado pelos diretores das escolas para despesas cotidianas, como compra de sabonete líquido e outros itens de higiene e limpeza, serão antecipados, com depósito a partir da próxima semana.

O cartão permite aos gestores a aquisição de materiais de consumo enquadrados como de natureza extraordinária ou urgente, de pequeno vulto e pronto pagamento, elencados conforme as necessidades escolares.

Adiamento de eventos

Dois eventos de formação previstos para a próxima semana foram adiados pela SED, como medida de prevenção. O primeiro deles, sobre o Censo Escolar, receberia 45 participantes das coordenadorias em Treze Tílias. O segundo trata do Novo Ensino Médio e reuniria 300 professores em Florianópolis. As novas datas serão informadas em breve pela SED.

Documento orienta escolas

Além dessas ações, a Diretoria de Ensino atualizou, na tarde de quinta-feira, 12, as orientações oficiais de prevenção ao Coronavírus para as coordenadorias regionais de educação. Um documento de orientação já havia sido encaminhado no dia 4 de março. Agora, com a confirmação dos dois primeiros casos de Coronavírus em Santa Catarina, conforme informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a SED reforça o apelo às unidades escolares de todo o Estado para que estejam atentas às medidas de prevenção para evitar o contágio.

Elas envolvem ações de higiene pessoal e limpeza no ambiente escolar, além de divulgação do cartaz informativo produzido pela SES em locais de grande circulação de estudantes, funcionários e familiares.

O secretário da SED, Natalino Uggioni, destaca que todas as ações em curso têm caráter preventivo: “Estamos informando a comunidade escolar e reforçando os hábitos para a prevenção do vírus. Dessa forma, poderemos ter um resultado efetivo. É momento de estarmos atentos e disseminarmos sempre as informações dos órgãos de saúde oficiais, evitando criar pânico”, finaliza.

Algumas das orientações enviadas às unidades escolares

- Organizar trabalho pedagógico de prevenção à doença com orientações sobre medidas de higiene pessoal, como por exemplo, a prática da etiqueta da tosse;

- Professores, funcionários e estudantes devem intensificar a higienização das mãos, manter arejados os ambientes escolares e utilizar adequadamente os bebedouros;

- Intensificar a limpeza do prédio escolar, principalmente de maçanetas, torneiras, bebedouros e computadores. Aconselha-se que a desinfecção de mesas e cadeiras seja realizada a cada mudança de turno, utilizando material de limpeza apropriado;

- Fixar material informativo sobre a prevenção da gripe em locais de grande circulação de estudantes, funcionários e familiares.

Informação no combate à doença

Mais informações estão disponíveis no endereço bit.ly/PrevençãoNasEscolas, que traz um guia com orientações do Governo de Santa Catarina para a prevenção do vírus.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br

 


Foto:  Julio Cavalheiro / Secom

O Governo do Estado irá repassar um total de R$ 100 milhões aos municípios para custeio do transporte e manutenção dos ônibus escolares de Santa Catarina em 2020. O valor é 11% mais alto do que o repassado em 2019. 

O reajuste foi feito após publicação da portaria nº 247/2020 da Secretaria de Estado da Educação (SED), com ampliação do valor por aluno nas três faixas de distância (6% na faixa de 6 a 12 km e 4% nas faixas de 12 a 24 km e mais de 24 km). O aumento foi definido após reunião com a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

As cidades catarinenses com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mais baixo receberão 50% a mais sobre este valor. O objetivo do Governo com esta ação é atender de forma mais direta as cidades que têm maior número de alunos em comunidades carentes para possibilitar que mais estudantes cheguem à escola com conforto.  

“O transporte escolar agora mais focado nos municípios com o IDH mais baixo visa facilitar que os municípios possam transportar mais alunos e dar a eles condição e dignidade para chegarem até uma escola”, diz o governador Carlos Moisés. 

O valor repassado pode ser aplicado diretamente pelas prefeituras em abastecimento de combustível, troca de pneus e de óleo dos veículos escolares. 

 “Essa é a garantia que os nossos alunos chegarão à escola de forma adequada, com segurança e conforto. Essa parceria do Estado com os municípios têm essa finalidade”, destaca o secretário de educação Natalino Uggioni. 

1ª parcela ainda em março

Em Santa Catarina, 285 municípios têm parceria com o governo estadual no transporte escolar, que atende um universo de 115 mil estudantes da rede estadual.

Até o fim de março, a Assessoria de Articulação dos Municípios da SED deve encaminhar a primeira parcela do recurso a todos eles. O repasse é feito em nove parcelas iguais, que correspondem aos 10 meses letivos. O recurso é encaminhado ao município, que presta contas do investimento diretamente ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Os repasses destinados a cada município são condicionados aos critérios da Lei Complementar nº 754/2019, que regulamenta o transporte escolar em Santa Catarina. Faixas de distância percorridas entre a residência do aluno e a unidade escolar e densidade de alunos por área territorial são alguns desses critérios.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br

 
Foto: Mauricio Vieira / Secom

O governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Educação (SED), Natalino Uggioni, assinaram na tarde desta quinta-feira, 5, o repasse de R$ 10,5 milhões para subsídio do transporte escolar para a região de Videira, Campos Novos, Caçador e Curitibanos. O investimento foi anunciado durante a inauguração do Centro de Inovação de Videira, no meio-oeste do Estado. 

O recurso contempla 27 municípios e beneficia 6.380 alunos com o transporte escolar. Do total de cidades, 12 estão na condição de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e receberão um valor 50% maior do que os demais municípios.

Os valores foram reajustados após publicação da portaria nº 247/2020 da SED, com ampliação do investimento por aluno nas três faixas de distância (6% na faixa de 6 a 12 km e 4% nas faixas de 12 a 24 km e mais de 24 km). Este aumento foi definido após reunião com a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). 

No evento, o governador destacou que o reforço nos recursos permitirá que mais alunos de comunidades carentes cheguem com dignidade até a escola. 

“O transporte escolar agora mais focado nos municípios com o IDH mais baixo visa facilitar atender de forma mais direta aqueles municípios que têm a comunidade mais carente, que precisam desse incentivo para transportar mais alunos e dar condição e dignidade para o estudante sair de sua casa e chegar até uma escola”, destacou.

O secretário da Educação reforçou a importância da mudança:

“Além da negociação com a Fecam e a Undime, inserimos uma inovação à legislação aprovada, para buscar mais equidade entre os municípios e compensar aqueles que têm maior necessidade, priorizando os 50 com menor IDH. Hoje neste ato, 12 deles são da região de Videira”, pontuou o secretário Uggioni.

Repasse para custeio do transporte escolar aumenta 11%

Em 2020, o repasse total da Secretaria de Estado da Educação aos municípios será de R$ 100 milhões para o custeio do transporte e a manutenção dos ônibus, 11% a mais que em 2019.  Esse valor pode ser aplicado diretamente pelas prefeituras no abastecimento de combustível, troca de pneus e de óleo dos veículos escolares.

Em Santa Catarina 285 municípios têm parceria com o governo estadual no transporte escolar, que atende um universo de 115 mil estudantes da rede estadual. Até o fim de março, a Assessoria de Articulação dos Municípios da SED deve encaminhar a primeira parcela do recurso a todos eles. O repasse é feito em nove parcelas iguais, que correspondem aos 10 meses letivos. O recurso é encaminhado ao município, que presta contas do investimento diretamente ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Os repasses destinados a cada município são condicionados aos critérios da Lei Complementar nº 381/2007, que regulamenta o transporte escolar em Santa Catarina. Faixas de distância percorridas entre a residência do aluno e a unidade escolar e densidade de alunos por área territorial são alguns desses critérios.

Informações adicionais para imprensa:
Sicilia Vechi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 / (48) 3664-0353 / 99132-5252
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br 

 
Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

O Prêmio Boas Práticas em Gestão Pública de Santa Catarina 2020 está com inscrições abertas até segunda-feira, 9. O objetivo da premiação é identificar, reconhecer e disseminar práticas inovadoras na gestão de serviços públicos. Podem se inscrever órgãos governamentais (municipais, estaduais ou federais), organizações da sociedade civil, empresas e profissionais autônomos.

A terceira edição do prêmio é realizada pela Rede de Controle da Gestão Pública no Estado de Santa Catarina e parceiros, uma novidade deste ano. A comissão permanente continua liderada pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), por meio do Departamento de Administração Pública do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag).

O edital e o formulário on-line de inscrição estão disponíveis no site udesc.br/esag/premio.

Tema, modalidades e categorias

O prêmio tem como tema "Transparência com cidadania", abrangendo práticas que promovem o engajamento de governantes e cidadãos na realização da transparência pública em três modalidades: gestão da saúde pública, gestão da educação pública e gestão de obras e serviços urbanos.

Nesta edição, foram definidas três categorias: municipal, estadual e federal e uma terceira que inclui organizações da sociedade civil, empresas e profissionais autônomos. Todas as práticas precisam ser aplicadas em órgãos públicos ou organizações da sociedade civil, mesmo as feitas por empresas ou autônomos.

O evento de premiação será realizado de 27 a 29 de maio de 2020, em Florianópolis, com participação de todas as ações inscritas que atinjam a pontuação mínima para serem classificadas como boas práticas, além da apresentação das finalistas. O evento é aberto ao público e gratuito.

Premiação

A campeã geral ganhará uma visita a organizações públicas ou evento no exterior, de acordo com a área de atuação da prática vencedora. Essa premiação inclui uma inscrição no evento, se for o caso, uma passagem de ida e volta e hospedagem por três dias, além de troféu e certificado de reconhecimento.

Para o primeiro lugar em cada uma das categorias e das modalidades, o prêmio será uma visita a organizações públicas ou evento nacional, de acordo com a área de atuação da prática vencedora. O vencedor também leva troféu e certificado.

O segundo e terceiro colocados em cada uma das categorias e das modalidades serão reconhecidos com troféu e certificado. Todos os classificados para o prêmio receberão o certificado do selo de “Boa Prática”. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail premiobp.esag@udesc.br.

Prêmio Boas Práticas em Gestão Pública de SC 2020

  • Inscrições: 13 de janeiro a 9 de março.
  • Divulgação das práticas pré-qualificadas e elegíveis ao prêmio: 16 de março.
  • Recursos quanto à elegibilidade: 17 a 20 de março.
  • Divulgação das classificadas como “Boas Práticas” e dos finalistas: 13 de abril.
  • Evento de Premiação: 27, 28 e 29 de maio

Informações adicionais para a imprensa:
Carlito Costa - Esag
(48) 3664-8622 | (48) 99977-1832
carlito.costa@udesc.br 


Foto: Divulgação / Udesc

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) inaugura seu primeiro Espaço Inovador de Ensino (Espine) na terça-feira, 3, às 14h, dentro da Biblioteca Central, na sede do Campus I, no Bairro Itacorubi, em Florianópolis. O projeto foi desenvolvido pela Biblioteca Universitária (BU), em parceria com a Pró-Reitoria de Ensino (Proen), para aproximar pessoas e promover a interdisciplinaridade com um local mais convidativo, tecnológico e criativo.


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

A partir da próxima quarta-feira, 26, estarão abertas as inscrições para o Processo Seletivo nº 02/2020 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), com 11 vagas de professor substituto, que estão distribuídas em Chapecó, Florianópolis, Ibirama, Lages e Pinhalzinho. As oportunidades são temporárias, com prazo de até quatro anos, em diversas áreas do conhecimento. Os salários variam de acordo com a titulação e as horas contratadas. Confira as vagas no edital.


Fotos: Mauricio Vieira / Secom

O governador Carlos Moisés anunciou investimentos de R$ 206,4 milhões em 2020 para bolsas a estudantes de graduação, especialização, mestrado e doutorado pelo Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu). No mesmo ato, realizado nesta segunda-feira, 17, em Florianópolis, foi apresentada a nova regulamentação do Uniedu, que vai permitir o atendimento de mais estudantes. 

"Esses recursos são de grande importância, para que os alunos possam estudar gratuitamente ou tenham ao menos parte do curso coberto pela bolsa de estudo. É um esforço do Governo de Santa Catarina, dinheiro dos catarinenses aplicado para quem estuda aqui no estado", ressaltou Carlos Moisés.

>>> Mais fotos na galeria

O governador também destacou o momento histórico da assinatura do decreto, que dita as regras para que a sociedade faça melhor uso do benefício. "O regulamento traz transparência ao processo. A partir de agora, o estado e as universidades são obrigados a divulgar em seus portais quais são os alunos beneficiados. Também estamos dando uma abrangência maior a estes recursos, atendendo um número maior de estudantes", afirmou.

Também participaram do ato a vice-governadora Daniela Reinehr, o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, os deputados estaduais Valdir Cobalchini, Rodrigo Minotto, Paulinha e Jerry Comper. A solenidade foi acompanhada por gestores do Governo de Santa Catarina, reitores, profissionais das universidades e estudantes.

Benefícios aos bolsistas

Um dos principais benefícios da nova regulamentação para o estudante escolhido é que ele garante bolsa para toda a duração do curso, programa ou projeto de pesquisa, enquanto antes havia necessidade de participar de um novo processo seletivo a cada semestre. O aluno precisará apresentar a cada semestre a documentação pessoal e o desempenho acadêmico satisfatório para manter o desconto.

A seleção de bolsistas será feita com base na avaliação do grau de carência dos candidatos participantes do edital, utilizando como parâmetro o Índice de Carência (IC) calculado pelo Sistema de Cadastro do Uniedu. O percentual de auxílio varia de 25% a 100% da mensalidade paga pelo aluno, com valor limite de um salário mínimo para bolsa de pesquisa e extensão e de dois salários mínimos para as demais modalidades.



O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, destacou que a nova regulamentação busca facilitar o acesso do estudante ao ensino superior e eliminar entraves burocráticos para a melhora da qualidade na educação. "Uma das mudanças é a garantia de que o estudante inicie e conclua a graduação com o apoio do estado. Outra é a abrangência de um número maior de alunos. Um terceiro ponto é permitir aos estudantes que trabalhem em projetos de interesse da sociedade. O que estamos fazendo, na verdade, é cuidar bem dos recursos que são investidos na educação", afirmou.

Mais transparência

Outra alteração importante é a abertura para consulta pública de diversas informações do processo de seleção. Haverá uma página on-line com a relação das instituições de ensino credenciadas, dos estudantes cadastrados e recadastrados, dos cursos oferecidos e das bolsas de estudos concedidas e disponíveis. 

No momento do recadastro, o aluno que tiver alteração no Índice de Carência e registrar mudança na faixa de auxílio da bolsa receberá a porcentagem mediana de desconto na mensalidade. Entretanto, o estudante não perderá o benefício mesmo que a mudança o deixe fora do Índice de Carência – neste caso, passaria a receber bolsa com 25% de desconto sobre a mensalidade.

Seleção a partir de março

Os alunos interessados em participar do programa podem se cadastrar no site do Uniedu durante o ano inteiro. A classificação baseada no Índice de Carência é atualizada diariamente. A seleção dos estudantes beneficiados será feita a cada ano ou semestre, dependendo da instituição de ensino.

A próxima seleção de bolsas será feita na segunda quinzena de março. Os estudantes contemplados saem automaticamente da lista de classificação, garantem o direito à bolsa, e a lista é atualizada com os demais candidatos para o próximo período de seleção.

27 mil estudantes beneficiados em 2019

O programa Uniedu beneficiou 27.669 estudantes em 2019, sendo 25.818 em cursos de graduação, 1.342 de especialização, 320 de mestrado e 189 de doutorado. O número de bolsas é 60% maior em relação ao ano anterior, quando foram 17.559 alunos contemplados, sendo 16.127 para cursos de graduação e 1.432 para cursos de pós-graduação.

O valor investido também aumentou de forma considerável. O valor com bolsas de estudo para cursos de graduação cresceu de R$ 96 milhões em 2018 para R$ 185 milhões em 2019, alta de 92% no período de apenas um ano. Já o investimento em bolsas de pós-graduação alcançou R$ 12,8 milhões em 2019.

Sicilia Vechi e Gabriel de Lima 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 / (48) 3664-0353 / 99132-5252
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br 

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Mauricio Vieira / Secom

A chamada para a primeira reunião de pais da EEB Professor Ângelo Cascaes Tancredo, nesta quinta-feira, 13, lotou o ginásio da escola de Palhoça que aderiu ao modelo cívico-militar proposto pelo MEC. O encontro foi o momento de a direção da escola apresentar para os responsáveis dos  612 alunos o regulamento da unidade de ensino. Este foi o primeiro passo de uma série de ações que fazem parte da implementação do modelo, nesta e em mais duas escolas estaduais catarinenses.


Foto: Carlito Costa / Udesc Esag

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) está com inscrições abertas até 28 de fevereiro para um curso gratuito de empreendedorismo para pessoas com mais de 45 anos. O Curso de Formação Complementar em Administração é oferecido pelo programa de extensão Esag Sênior, do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), no campus da Udesc na Avenida Madre Benvenuta, em Florianópolis.