Foto: Márcio Henrique Martins / FCC

Nas comemorações de 100 anos de nascimento do mestre do cinema de invenção, o italiano Federico Fellini, a Sessão Cinemática exibe dois filmes que pintam seu mundo particular, metafórico e alegórico: os longas 8½ e Satyricon. As sessões ocorrem na sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), nos dias 3 e 4 de fevereiro, às 20h, com liberação de senhas às 19h e conversa sobre o autor antes da projeção.

Embaladas pela trilha de Nino Rota, são algumas das imagens mais marcantes do cinema. A fotografia de Vittorio Storaro conjuga o tema recorrente, do contraste entre a brutalidade e a delicadeza. No filme 8½, o diretor-autor está em crise, perseguido pela fama que criou e a expectativa da próxima grande obra. Já em Satyricon, Fellini traduz a obra de Petrônio, do século I, de forma onírica, extravagante, psicodélica, erótica e brutal, criando um retrato fascinante da decadência do Império Romano, falando muito do tempo atual.

Programação:

8 E MEIO FELLINI
Dia 3 de fevereiro (segunda-feira):
19h: liberação de senhas.
19h30: Material Extra sobre Fellini: Terry Gilliam apresenta 8½, entrevista Nino Rota e Vittorio Storaro.
20h: exibição do filme 8½ (1963, 138min, Classificação indicativa: 14 anos) 
Sinopse: O diretor de cinema Guido Anselmi está prestes a rodar sua próxima obra, mas está sem ideias para o filme. Pressionado por todos, ele passa a trabalhar tanto que não consegue mais distinguir a realidade da fantasia.

SATYRICON FELLINI 
Dia 4 de fevereiro (terça-feira): 
19h: liberação de senhas 
19h30: Conversa sobre Fellini 
20h: exibição do filme Satyricon (1969, 124min, Classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Após seu jovem amor, Gitone, o deixar por um outro homem, Encolpio decide se matar, mas um súbito terremoto destrói sua casa antes de ele ter a chance de completar seu plano. Vagando por Roma no tempo de Nero, Encolpio encontra um cenário bizarro e surreal. Ele é convidado para uma leitura de poesias que acaba em violência, é feito refém por piratas e é forçado a lutar com um gladiador disfarçado de minotauro em um labirinto gigante.

Serviço:
O quê: Sessão Cinemática - Especial Fellini 100 anos
Quando: 3 e 4 de fevereiro. Liberação de senhas às 19h; conversa com o público às 19h30; sessões às 20h.
Onde: Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita.

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 


A Defesa Civil de Santa Catarina libera acesso ao Portal do Programa SC Resiliente na próxima sexta-feira, 31. Ele reúne informações sobre o projeto, criado para fortalecer a capacidade de resposta dos municípios para as situações adversas, ações de redução de riscos de desastres formalmente pelo órgão estadual. O endereço é www.scresiliente.sc.gov.br

O Portal serve de referência para os municípios que buscam aderir ao Programa. Esta ação marca o início do primeiro ciclo que será finalizado em abril de 2021, quando os municípios receberão as certificações. As fases posteriores terão duração de dois anos.

Cada ciclo completo é composto pela dinâmica de adesão, caracterização municipal, montagem da agenda de resiliência, homologação pela Defesa Civil, realização, monitoramento, avaliação e certificação. 

Segundo o diretor de gestão da educação, Alexandre Corrêa Dutra, podem aderir ao Programa SC Resiliente gestores públicos (prefeitos e coordenadores de Proteção e Defesa Civil) dos municípios catarinenses. "O Programa SC Resiliente pretende fortalecer a cultura de resiliência a desastres em Santa Catarina, favorecendo a atuação municipal de forma prática e participativa", completou.

O SC Resiliente também vai habilitar os municípios participantes a ganhar um reconhecimento internacional mais amplo em relação às ações executadas. 

Resultados diretos

Dentro do Programa SC Resiliente cada município participante vai construir uma agenda de resiliência. Ou seja, um conjunto de compromissos assumidos entre três categorias de atuação possíveis: Capacitações; Ações Estruturais e Não Estruturais; Parcerias e Financiamentos. 

A concretização desta agenda vai resultar em benefícios diretos para as pessoas e ampliar a capacidade de resposta e enfrentamento a desastres das cidades catarinenses. "Assim estaremos juntos construindo uma sociedade mais preparada e melhorando a qualidade de vida das pessoas", comentou Corrêa.

Informações adicionais para imprensa:
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br


Hemosc é uma das instuitições participantes. Foto: James Tavares / Arquivo / Secom

Quem já trabalha como voluntário ou deseja iniciar e não sabe como dar o primeiro passo tem uma ótima oportunidade: estão abertas, até esta sexta-feira, dia 31, as inscrições para o Programa Pátria Voluntária na Grande Florianópolis. O projeto do Governo Federal foi lançado pela primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro. Em Santa Catarina, é liderado pela primeira-dama Késia Martins da Silva. O objetivo é incentivar o voluntariado em todo o país.

O Programa reúne representantes dos setores público, privado e terceiro setor. As atividades serão desenvolvidas entre os dias 1º de fevereiro e 1º de março. Cinco instituições catarinenses participam: Serte, AVOC Cepon, Hemosc, AFLODEF e Grupo Dorcas da Adfloripa. Para participar, basta se cadastrar no site e na aba “Sou voluntário” escolher uma ou mais instituições que você deseje ajudar.

Os voluntários mais atuantes serão homenageados. Em Santa Catarina, haverá premiação para as três pessoas que registrarem maior número de horas de atividades. No âmbito nacional, os 10 voluntários mais atuantes serão homenageados em Brasília, pela primeira-dama da República. Os resultados serão divulgados no dia 10 de março.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br


Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Os 269 indicadores que irão nortear os resultados a serem alcançados pelo Governo do Estado foram apresentados para os gestores da administração pública estadual nesta semana. O modelo, composto coletivamente em mais de 200 encontros setoriais, reúne prioridades e metas a serem atingidas em quatro áreas: Gestão Pública, Infraestrutura e Mobilidade, Desenvolvimento Econômico e Sustentável e Desenvolvimento Social.

A metodologia para gestão, abastecimento de dados e análise já está disponível em uma plataforma para uso interno dos gestores. “Esta é uma nova forma de enxergar a administração pública, o que permitirá aos gestores adotarem decisões técnicas com base em dados concretos, e, ao Governo, obter com eficácia os resultados necessários à população”, disse o secretário da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

>> Mais fotos na galeria

Dos indicadores apresentados, apenas 29% deles são restritos a determinadas pastas. O restante depende da gestão intersetorial, exigindo um trabalho estreito e coeso entre as secretarias. “Todos os indicadores tiveram a participação direta dos gestores e técnicos de cada área, somente assim será possível acompanhar e abastecer o sistema de acordo com a metodologia proposta,” afirmou Giovanni Pacheco, assessor da secretaria de Estado da Administração e coordenador do sistema no Governo do Estado.

Como vai funcionar a gestão por indicadores

A Metodologia Multicritério de Apoio à Decisão Construtivista foi adotada para avaliar os resultados do Governo, sendo atribuída uma pontuação para cada um dos indicadores e uma nota geral para o desempenho do Executivo, que vai variar em uma escala de 0 a 100.

A coleta dos dados que abastecem o modelo de avaliação será mensal. Cada instituição é responsável pela inserção das informações. Os dados serão analisados pela Secretaria de Integridade e Governança para elaboração de recomendações aos setores envolvidos, buscando elevar o desempenho do Governo.

Mensalmente, nas reuniões do colegiado, serão discutidos os resultados dos indicadores. Cada instituição terá de apresentar um diagnóstico dos seus indicadores com oportunidades de melhorias, além de um plano de ação para alavancar o desempenho de cada indicador, por meio de projetos e mudanças de processos.

Informações adicionais para imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Administração - SEA
E-mail: comunicacao@sea.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-1636 /(48) 99105-4085
http://www.sea.sc.gov.br 


Fotos: Cristiano Estrela / Secom

As escolas da rede estadual de ensino contarão com R$ 37 milhões para obras de manutenção durante o primeiro trimestre de 2020. O valor repassado às coordenadorias regionais de Educação a segunda quinzena de janeiro poderá ser usado para reparos na estrutura da escola, troca de telhado, manutenção na fiação elétrica, consertos de vazamento e obras de conservação do prédio, caracterizados como manutenção civil, que não demandam projetos de engenharia.

Os contratos são geridos pela Secretaria de Estado da Educação (SED) e a execução das obras é feita conforme a necessidade das escolas, tornando o processo mais rápido e simples. As empresas foram contratadas por licitação no segundo semestre de 2019, após a SED avaliar a estrutura das escolas durante os primeiros meses da gestão.

"Essa prática segue a linha do governo, de sermos mais ágeis na resolução dos problemas e das demandas das nossas escolas. Assim que detectarmos a necessidade de intervenção, as empresas são acionadas e os pontos que precisam de manutenção são atendidos. É uma forma eficiente, rápida e prática para que os gestores nos ajudem a cuidar bem das escolas, para o bem-estar dos alunos e professores. Assim podemos colher os melhores resultados para a educação de Santa Catarina", destaca o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni.

O valor liberado é dividido entre 37 contratos em lotes regionais e distribuído de acordo com o número de alunos e unidades de ensino da rede estadual. Para solicitar alguma manutenção, as escolas devem enviar uma solicitação às coordenadorias regionais. O engenheiro fiscal responsável pelo contrato autoriza a obra e a ordem de serviço é emitida em seguida pela SED.

Investimento pode chegar a R$ 184 milhões em 2020

A soma dos contratos assinados pela SED no fim de 2019, com duração de um ano, é de R$ 184 milhões. Como manutenções e reparos são feitos sob demanda, há possibilidade de que nem todo o recurso seja investido até o fim deste ano. O valor que não for utilizado poderá ser realocado para outras obras na rede estadual de ensino.

Além das manutenções civis, as escolas têm à disposição, desde 2019, empresas contratadas em cada região para a realização de serviços de manutenção e asseio, como poda, capina e roçada, limpeza de caixas d’água e fossas, dedetização e desratização e conserto de equipamentos como aparelhos de ar condicionado. Estes serviços são utilizados, especialmente, neste período que antecede a volta às aulas.

Volta às aulas

A volta às aulas da rede estadual de ensino de Santa Catarina, nos dias 5, 6 e 10 de fevereiro, está mobilizando a Secretaria de Estado da Educação na preparação do ambiente das escolas estaduais. Desde o dia 2 de janeiro, começaram as entregas de mobiliário em parte das regionais e a distribuição de mais de 1 milhão de livros. Serviços de manutenção das unidades, como poda, roçada, controle de pragas, limpeza de fossas e caixas d’água e consertos aparelhos de ar condicionado também foram iniciados. A manutenção civil, que compreende reparos e pequenas reformas nas escolas teve início em todo o Estado no dia 20 de janeiro. 

Informações adicionais para imprensa:
Gabriel Duwe de Lima
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0347 
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br 


Foto: Divulgação / Procon

O Procon de Santa Catarina interditou e multou em R$ 448 mil um posto de combustível em Palhoça, nesta quinta-feira, dia 30. Durante a operação, batizada como Bomba Suja, o órgão constatou que a gasolina comercializada no estabelecimento estava adulterada acima dos limites estabelecidos por lei. Essa é a primeira vez que o Procon estadual pede a suspensão do alvará de funcionamento de um comércio por cinco anos com base na lei estadual 17.760.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a legislação brasileira estabeleceu que a adição de etanol anidro à gasolina deve ser feita com um porcentual de 25%, podendo variar em um ponto percentual para mais ou para menos. A determinação consta na Portaria nº 143 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Porém, o volume de etanol encontrado na gasolina comercializada pelo posto, em análise realizada pela Universidade Regional de Blumenau (Furb), foi de 68% - bem acima do máximo permitido.

“Nós mandamos uma amostra do combustível encontrado no posto para a universidade, para fazer uma contraprova e o resultado foi o mesmo. E para se fazer cumprir a lei, estamos inviabilizando o funcionamento deste estabelecimento”, justificou o diretor do Procon SC, Tiago Silva.

O objetivo da adição do etanol na gasolina é diminuir os poluentes e também melhorar a limpeza interna do motor. A falta ou excesso de álcool em relação aos limites estabelecidos pela ANP, como o encontrado no posto interditado, compromete a qualidade do produto que chega aos consumidores.

Operação Bomba Suja

Ainda na mesma operação, que fiscalizou postos em todo o estado de Santa Catarina, o Procon SC emitiu 33 autos de infração em  estabelecimentos que foram flagrados com a bomba desregulada, marcando um valor diferente do que era colocado no tanque de combustível.

Confira a lista das cidades onde os postos foram notificados:

Florianópolis – 1 posto
São José – 1 posto
Palhoça – 1 posto
Içara – 17 postos
Laguna – 3 postos
Rio do Sul – 2 postos
Curitibanos – 2 postos
São João Batista – 1 posto
Nova Trento – 1 posto
São Bento do Sul – 2 postos
Frei Rogério – 1 posto
Campo Alegre – 1 posto

Punições rigorosas

Em 2019, o governador Carlos Moisés sancionou a lei 17.760, que torna mais rigorosas as punições para irregularidades praticadas na comercialização de combustíveis. Com a nova legislação, o estabelecimento pode ser fechado por até cinco anos e o dono do posto pode ser impedido de abrir novas empresas no ramo pelo mesmo período.

Segundo o Artigo 2 da lei, “será cancelada de ofício a inscrição no Cadastro de Contribuintes do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (CCICMS) do estabelecimento que comercializar combustível adulterado, mediante adição de substância não autorizada ou em proporção diversa da estabelecida pelo órgão regulador competente”.

Informações adicionais para a imprensa
Paula Imperial
Assessoria de Imprensa
Procon de Santa Catarina
E-mail: paulaimperial.proconestadual@gmail.com
Fone: (48) 2107-2903
Site: www.procon.sc.gov.br/


Foto: Arquivo / Secom

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) informa que a partir de segunda-feira, 3, inicia a Operação Serra do Rio do Rastro para manutenção da rodovia SC-390. Serão realizados serviços como roçada, limpeza de canaletas, bueiros e caixas coletoras, remoção de pedras e varreduras no trecho entre os postos da Polícia Militar Rodoviária dos municípios de Bom Jardim da Serra e Lauro Muller.

Por conta dos serviços, o trânsito na Serra do Rio do Rastro sofrerá interdição parcial, das 8h às 17h, e alguns trechos ficarão com o tráfego em pista simples, operando no sistema siga e pare.

A operação será realizada durante todo o mês de fevereiro e contará com apoio da Polícia Militar Rodoviária. Os motoristas que forem utilizar a rodovia neste período devem ter mais atenção e paciência para trafegar pelo trecho.

Mais informações para imprensa:
Patricia Zomer
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
ascom.sie@gmail.com

 

 


Fotos: Setep / Divulgação SIE

A rodovia Ivane Fretta Moreira, em Tubarão, será liberada para o tráfego a partir das 17h, desta quinta-feira, 30. O início do trânsito na rodovia ainda em janeiro já havia sido anunciado pelo governador Carlos Moisés, no fim do ano passado.

O governador destaca a importância da obra para o desenvolvimento de toda a região Sul do estado. "Precisamos superar vários obstáculos para poder abrir a rodovia para o tráfego, mas a equipe de governo trabalhou muito para isso. Agora é o início de uma nova fase para o desenvolvimento da região de Tubarão. Estamos melhorando a mobilidade e abrindo espaço para a chegada de novas indústrias", afirma.

Com cerca de cinco quilômetros de extensão, a rodovia fará a ligação da região central de Tubarão e da BR-101, com a comunidade de São Martinho e o Vale do Rio Braço do Norte. A liberação da rodovia irá minimizar o fluxo de veículos na BR-101, que trafegam entre Palhoça até a divisa de Tubarão com Jaguaruna, além de reduzir o número de carros que se deslocam pela SC-370.

Após a liberação ainda serão executados alguns serviços complementares como a instalação de placas de sinalização (semi-pórticos) e defensas metálicas em alguns pontos.

“Os serviços complementares não justificam segurar o tráfego na rodovia, pois estes pequenos ajustes podem ser tranquilamente conduzidos com a rodovia em uso. A liberação da rodovia será um forte incremento na economia da região, pois facilitará o escoamento da produção”, garante o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE), Carlos Hassler.

A obra de implantação da rodovia Ivane Fretta Moreira foi iniciada em 2014, com valor contratado de R$ 82.018.760,95. A rodovia conta com duas pontes, ciclovia, um viaduto, iluminação com cabeamento subterrâneo e uma passarela estaiada.

Bairro São Martinho

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) solicitou uma reunião com a prefeitura de Tubarão para tratar sobre os acessos ao Bairro São Martinho. A reunião deverá ser agendada para a próxima semana.

“Quando uma rodovia é implantada e aumentada a capacidade de fluxo de veículos, algumas adaptações precisam ser feitas. A SIE já recebeu alguns pedidos da comunidade do Bairro São Martinho referente aos acessos e entradas de ônibus e está buscando a reunião com a prefeitura na próxima semana para encontrar a melhor solução para essa situação”, explica Hassler.

A obra do Contorno viário que fará a ligação com o Bairro São Martinho segue em andamento conforme o cronograma.

Mais informações para imprensa:
Patricia Zomer
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
ascom.sie@gmail.com


Foto: Ricardo Wolfennbuttel / Secom

A Ponte Hercílio Luz é um patrimônio histórico, artístico e arquitetônico de Florianópolis, com tombamento em três níveis: municipal, estadual e federal. O reconhecimento de um bem como Patrimônio Cultural Brasileiro ressalta a importância de preservar a memória e a identidade do passado para as futuras gerações.

Para proteger e promover o Patrimônio Cultural Brasileiro, dever do poder público em parceria com a comunidade, conforme Artigo 216 da Constituição Federal de 1988, a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) verificou a necessidade de planejar o uso da Ponte Hercílio Luz de forma contínua para garantir a possível exploração do potencial turístico e preservação da segurança do equipamento.

O manual de uso da Ponte Hercílio Luz será entregue pela empresa projetista ao término da obra, assim como o manual de manutenção. “As medidas de controle, de acesso e de utilização, em médio prazo, serão coordenadas por uma empresa que será contratada para fazer a manutenção e operação da Ponte Hercílio Luz”, explica o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler.

Enquanto a obra segue em andamento, algumas medidas serão adotadas para garantir a preservação do Patrimônio. A travessia de pedestres e ciclistas poderá ser feita pelas passarelas. Aos fins de semana, a pista estará liberada para visitação e poderá ser acessada pelas cabeceiras insular e continental até o início do vão central. A travessia pela pista não será permitida. “Com esta limitação, o vão pênsil ficará isolado para garantir tanto a segurança de quem transita pela ponte quanto a conservação do patrimônio para evitar qualquer tipo de dano e até mesmo qualquer tipo de vandalismo à estrutura”, completa Hassler.


Arte: Heber Coimbra / Secom

A realização de eventos e atividades com fins comerciais que sejam realizados ou tenham trajeto sobre a Ponte Hercílio Luz necessitam de autorização prévia da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e do Serviço do Patrimônio Histórico, Artístico e Natural de Florianópolis (Sephan).

Mais informações para imprensa:
Patricia Zomer
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
ascom.sie@gmail.com


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Carlos Moisés liberou R$ 5 milhões para reparos emergenciais em trechos da SC-135, entre Matos Costa e Porto União. A licitação para a recuperação já foi lançada. A informação foi confirmada durante uma reunião com prefeitos da Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (Amarp), na tarde desta quarta-feira, 29. 

Também durante o encontro, o governador recebeu as principais demandas da região, que serão atendidas conforme disponibilidade financeira. Carlos Moisés destacou que as estradas estaduais ficaram abandonadas por décadas e agora necessitam de investimentos maciços. 

“Essas reuniões são importantes para o alinhamento das prioridades. Pedimos para que os próprios prefeitos elencassem as principais necessidades da região. O Governo vai atendê-las assim que for possível”, destacou o governador. 

Também participaram da audiência na Casa d’Agronômica o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler, o adjunto da pasta, Thiago Vieira, e o chefe da Casa Civil, Douglas Borba.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br