Compartilhe

SÃO MIGUEL DO OESTE (Atualização às 18h) - No Extremo-Oeste do Estado a população já consegue abastecer nos postos, que recebem combustível gradativamente. A paralisação dos caminhoneiros afetou a produção agropecuária da região e os produtores avaliam os prejuízos. O exército e a Polícia Militar continuam com as escoltas dos conteineres que vão até o Porto de Itajaí. 

SÃO LOURENÇO DO OESTE  (atualização às 18h) - Em São Lourenço do Oeste a polícia identificou alguns pontos de bloqueio de cargas. Isso porque existem caminhoneiros que se recusam a seguir viagem. O abastecimento de produtos na região acontece aos poucos. Os caminhões que transportam combustíveis solicitaram escolta para trafegar na região. A situação deve começar a ser normalizada após as 18h com a chegada dos primeiros caminhões tanque. Em relação ao transporte de ração e produtos hospitalares, não houve bloqueio destas cargas em nenhum ponto da região, desde o início da greve.